Após manifestação de rodoviários, governo estuda ampliar força-tarefa de combate a assaltos a coletivos

Reunião entre rodoviários e subsecretário ocorreu nesta manhã  (Foto: Eduardo Paganella / Rádio Guaíba)
Reunião entre rodoviários e subsecretário ocorreu nesta manhã (Foto: Eduardo Paganella / Rádio Guaíba)

O grupo de rodoviários que fez ato na manhã de hoje em Porto Alegre reuniu-se com o subsecretário de segurança pública do estado, Jorge Luiz Soares, para discutir para combater os constantes assaltos a coletivos da Região Metropolitana. Uma reunião entre representantes sindicais e o secretário de segurança Cezar Schirmer foi acordada e está prevista para a próxima semana. No encontro desta manhã, Soares ouviu as reivindicações e disse que o governo gaúcho tem interesse em ampliar a Força-tarefa de Combate aos assaltos a coletivos, que já ocorre em Porto Alegre, a municípios da Região Metropolitana.

“Pegamos as reivindicações e vamos levar ao secretário de segurança Cesar Schirmer. Agendamos uma nova reunião para que façamos todas as ponderações necessárias. Para agora, vamos nos reunir junto à Brigada Militar e Polícia Civil. A Polícia Civil já está desenvolvendo uma força tarefa não só na Região Metropolitana, mas também em todo o Estado”, disse Soares.

O subsecretário afirmou ainda que o governo analisa aumentar o período de presença da Força Nacional de Segurança no Rio Grande do Sul. O prazo de 60 dias se encerra no fim do mês de outubro, mas há o interesse em prorrogar o período de permanência dos agentes.

A manifestação dos rodoviários começou antes das 7h. O grupo se dividiu e se espalhou por três pontos: na Osvaldo Aranha, João Pessoa e Farrapos. Eles fizeram uma caminhada até a área central da cidade. O trânsito apresentou lentidão durante parte da manhã, principalmente na área central. Os rodoviários reclamam dos mais de 600 registrados entre janeiro e agosto de 2016 a coletivos que fazem linhas da Região Metropolitana. Caixões simbolizando os problemas na segurança foram conduzidos por manifestantes. O ato terminou em frente ao Palácio Piratini.

Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *