Bombeiros zeram demanda de análise de PPCI em Bento Gonçalves

Força-tarefa é composta por bombeiros de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Canela, Flores da Cunha e Vacaria Foto: Roni Rigon /Agencia RBS
Força-tarefa é composta por bombeiros de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Canela, Flores da Cunha e Vacaria
Foto: Roni Rigon /Agencia RBS

Atraso chegava a mais de meio ano para a primeira análise no município

Termina nesta sexta-feira (23) a operação dos bombeiros na Serra para zerar a demanda de análise de Planos de Prevenção Contra Incêndio (PPCIs) em Bento Gonçalves. Ao final de duas semanas, a força-tarefa, composta por cinco bombeiros da região, está concluindo a análise de 506 planos.

Conforme o comandante do 5o. Comando Regional de Bombeiros, o coronel Cleber Valinodo Pereira, o atraso para a análise em Bento estava em 190 dias. A operação, batizada de Contagem Regressiva, já havia ocorrido, na região, em Farroupilha e em Caxias do Sul. No último caso, houve a mobilização de bombeiros de outras regiões do RS.

Agora, segundo o comandante, todos os municípios da Serra se enquadram na meta estabelecida pelo Comando Central, de 90 dias para a análise do alvará. Os prazos ficam em 20 dias para a primeira análise, a partir da apresentação do plano; 20 dias para cada reanálise, a partir de reapresentação do projeto aos bombeiros caso haja modificações solicitadas em relação ao plano inicial; e 10 dias para a inspeção. Se projeto e execução estiverem corretos, sem ajustes a serem feitos, em 30 dias o demandante sai com o seu alvará.

GAÚCHA SERRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *