Correio do Povo: Força Nacional começa a atuar à noite em bairros com maior índice de criminalidade

thumb-174
Força Nacional começa a atuar à noite em bairros com maior índice de criminalidade | Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil / CP

Lomba do Pinheiro, Rubem Berta e Santa Tereza concentram 80% dos homicídios de Porto Alegre

A atuação dos 136 integrantes da Força Nacional de Segurança (FNS) terá início na noite desta quinta-feira em três regiões conflagradas – com maior índice de criminalidade – de Porto Alegre: Lomba do Pinheiro, Rubem Berta e Santa Tereza. As áreas concentram-se cerca de 80% dos homicídios da Capital e mais de 50% do total dos assassinatos estão ligados ao tráfico de drogas.

O subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Dal’Lago, explicou que a FNS vai participar, durante um mês, das ações de policiamento ostensivo, abordagem de suspeitos e veículos, além de barreiras, nessas áreas. “Sempre dentro da operação Avante da BM”, frisou o oficial, acrescentando que o efetivo federal está integrado aos cerca de 240 policiais militares mobilizados na operação Avante na Capital. Na mira estão, por exemplo, os crimes como o tráfico de drogas, homicídios e roubos de veículos, estabelecimentos comerciais e no transporte coletivo.

Em relação ao pedido de prorrogação da permanência da FNS em Porto Alegre, encaminhado pelo governo nessa quarta-feira ao Ministério da Justiça, o coronel Andreis Dal’Lago lembrou que a intenção é manter a tropa federal no RS pelo menos até o ingresso dos 160 novos policiais militares previsto para ocorrer no final do ano. Esses estão realizando o curso de formação de soldado e encontram-se em estágio operacional até outubro, sendo deslocados novamente neste final de semana para o Acampamento Farroupilha, na Capital, além de estarem escalados para eventos esportivos e até nas Oktoberfest de Igrejinha e Santa Cruz do Sul.

Sobre os futuros 1,3 mil soldado da BM, o início do curso de formação deve começar em novembro e prosseguirá até maio do próximo ano. A distribuição deles após a formatura, observou o oficial, será avaliada conforme as necessidades da corporação, levantando-se em conta sobretudo os 19 municípios com maiores índices de criminalidade.

O subcomandante-geral da BM manifestou ainda a expectativa do retorno às unidades de origem dos brigadianos cedidos para outros órgãos. No caso dos servidores inativos da BM que estão sendo estimulados para voltarem à corporação, ele afirmou que devem atuar nos entornos das escolas. O governo fixou um limite de reingresso de até 500 PMs aposentados, que passarão antes por uma reciclagem.

O subcomandante-geral da BM revelou também que está em andamento a aquisição de mais de 100 novas viaturas modelo SUV e de 40 motos, além de cerca de 10 vans que serão usadas como bases móveis comunitárias. Coletes balísticos e armamento, como espingardas calibres 12, também estão incluído no processo de compra.

Responsável pelo Comando de do Policiamento da Capital (CPC) da Brigada Militar, o coronel Mário Ikeda assegurou que a FNS tem efetuado prisões e apreendido armas e drogas, trabalhando em todos os turnos e fazendo policiamento ostensivo tanto em áreas estratégicas como nas regiões de vulnerabilidade, junto com a BM.

No final deste mês deve ser divulgado o balanço oficial dos indicadores de criminalidade nesse período de aumento de policiamento ostensivo na cidade. O oficial já adiantou, porém, a redução do número de ocorrências e o aumento da sensação de segurança.

A FNS desembarcou no final de agosto e inicialmente atuou no reconhecimento da cidade, ficando postada ou circulando nos principais eixos da cidade e locais de grade movimentação. Em seguida teve início uma ação mais operacional, sempre coordenada pela BM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *