Correio do Povo : Servidores da Segurança protestam contra violência durante governo Sartori

thumbAto realizado no Centro de Porto Alegre lembra quase 4 mil mortes no Rio Grande do Sul

Sindicatos ligados à Segurança Pública realizam na manhã desta quinta-feira um protesto contra as quase 4 mil mortes ocorridas no Rio Grande do Sul durante o governo de José Ivo Sartori. O ato, que ocorre no Centro de Porto Alegre, conta com cruzes brancas, que simbolizam as 3.945 mortes registradas em pouco mais de um ano.

O presidente do Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Polícia Civil (Ugeirm), Isaac Ortiz, explicou a razão da manifestação. “A gente está fazendo este ato para mostrar o número de mortes ocorridas em um ano e meio de governo. A gestão Sartori precisa encarar com responsabilidade a questão da Segurança Pública. Vamos espalhar cruzes entre a Esquina Democrática e o Palácio Piratini”, disse Ortiz em entrevista à Rádio Guaíba.

Em um manifesto, intitulado “Chega de Violência”, os sindicatos citam um recorde de assassinatos entre 2011 e 2015 e o documento alerta para uma epidemia de homicídios. O texto ainda fala que o policiamento ostensivo foi reduzido drasticamente e que a Polícia Civil está sobrecarregada. A consequência aparece nos inquéritos, já que apenas 5,5% chegam aos tribunais.


Correio do Povo

1111

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *