Em carceragem superlotada no Palácio da Polícia, presos ateiam fogo em cela

download-2Detentos incendiaram papelão que ficava no piso para protestar contra condições da prisão. Ninguém se feriu.

Por: Juliana Bublitz ZERO HORA

Superlotada por conta da falta de vagas em presídios, a carceragem da 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) do Palácio da Polícia foi alvo de novo protesto por parte de 10 detentos mantidos no local. Por volta das 14h30min deste domingo, eles atearam fogo em um papelão que ficava no piso de uma das celas para chamar a atenção para o problema.

Ninguém se feriu, mas os presos ameaçam matar novos suspeitos que forem levados aos local. A mesma cela já havia sido interditada no fim de agosto, após ter a grade quebrada e ser palco de duas tentativas de homicídio.

De acordo com o delegado de plantão Francisco Antoniuk dos Santos, da 2ª DPPA, o fogo foi imediatamente controlado, e a a situação foi normalizada. Apesar disso, o delegado não esconde a preocupação.

 — Infelizmente, ficamos de mãos amarradas. Alguns desses presos estão aqui desde o dia seis. Isso não poderia acontecer. Vamos comunicar o juiz plantonista — afirma Santos.

Uma das reclamações da 2ª DPPA é o fato de a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) não contar com plantões aos finais de semana e feriados, o que poderia ajudar a resolver o problema, com a realocação de presos.

No dia 29 de agosto, com a grade foi arrancada, havia 14 detentos na carceragem. Eles foram levados para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e depois foram transferidos para o Presídio Central.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *