Execução no Salgado Filho: órgãos de segurança vão discutir responsabilidades sobre policiamento no aeroporto

sfilho-960x600Polêmica veio à tona após assassinato na segunda-feira passada

O impasse envolvendo a segurança interna do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, levou a Comissão de Segurança Aeroportuária a convocar os órgãos de segurança para discutir a situação, agravada após a execução de um jovem no saguão do terminal aeroviário, nessa segunda-feira. O encontro vai reunir representantes da Infraero, Polícia Federal, Polícia Civil e Brigada Militar. Sem data definida, a reunião deve ocorrer nos próximos dias.

A polêmica veio à tona após a Infraero ter assegurado, em nota, que a segurança do saguão do Salgado Filho cabe à Brigada Militar. A corporação estadual emitiu nota rebatendo a informação ao sustentar que a responsabilidade pela segurança em aeroportos cabe à Polícia Federal. A BM explica, ainda, que as funções de Policia Judiciária e Ostensiva e a preservação da ordem pública podem ser executadas pelos órgãos estaduais, porém através de convênio.

Conforme a Brigada Militar, o decreto 7108, de 2010, estabelece que o Programa Nacional de Segurança da Aviação Civil contra Atos de Interferência Ilícita (PNAVSEC) concede à PF a segurança da área de desembarque. Em contrapartida, a Polícia Federal endossou a nota da Infraero, dizendo que a área é de responsabilidade da BM e da Polícia Civil. De acordo com o comunicado da PF, a segurança do saguão não é atribuição do órgão se não houver repercussão na aviação civil, “ou seja, a PF somente atua em atos ilícitos contra a aviação civil”.

Investigação

A Polícia Civil confirmou que o jovem Marlon Roldão Soares, de 18 anos, foi executado com mais de 20 disparos no saguão de desembarque do terminal 2 do Salgado Filho, na segunda-feira. A investigação adiantou que já foram identificados os dois homens que executaram o jovem e que foram flagrados pelas câmeras de segurança. Os nomes seguem mantidos em sigilo para não atrapalhar os trabalhos da Polícia. A principal hipótese investigada é a de crime passional. Uma outra linha sugere que Soares pode ter sido assassinado por engano.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *