Rádio Guaíba: Em reuniões com ministros, Sartori pede auxílio extra em segurança e ressarcimento que pode custear o 13º

21024034Governador também comemorou o anúncio de concessão do Aeroporto Salgado Filho e das BRs 101, 116, 290 e 386

Em uma série de reuniões em Brasília nesta segunda-feira, o governador José Ivo Sartori reiterou ao ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, o pedido de auxílio da União para mais investimentos na área da segurança pública. O governador pediu equipamentos, coletes balísticos e viaturas para auxiliar no policiamento, que já passou a contar com o reforço da Força Nacional de Segurança, pelo período de dois meses, desde 30 de agosto.

O ministro afirmou que o pedido está em análise, entre as prioridades do Ministério, e afirmou que os órgãos de segurança estão abertos para o diálogo. As próximas ações dependerão do orçamento do Ministério.

Entre 2015 e 2016, a população carcerária saltou de 29.554 para 34.630 presos no Rio Grande do Sul. O governo trabalha para criar seis mil novas vagas prisionais, das quais três mil em construção.

Em reunião também com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, avançaram as negociações sobre o ressarcimento de R$ 2 bilhões por parte do governo federal, referentes a obras realizadas em estradas federais ainda durante o governo de Pedro Simon, nos anos 90. Foi criado um grupo de trabalho para tratar do tema que é considerado de extrema importância, já que, com o valor, o Estado espera pagar o 13º salário do funcionalismo. O pedido gaúcho segue em análise.

O governador também comemorou o anúncio de concessão do Aeroporto Salgado Filho e das BRs 101, 116, 290 e 386. Para Sartori, há possibilidade de avanço também em relação a rodovias estaduais no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O Estado também segue tentando incluir na iniciativa o Aeroporto de Caxias do Sul e o Aeroporto 20 de Setembro, em Portão.

 

 

Fonte:Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *