Rádio Guaíba: Servidores vão distribuir quase 4 mil cruzes em protesto contra insegurança, na Capital

thumb (16)Ato na manhã de quinta-feira leva em consideração 3.945 mortes ocorridas entre janeiro de 2016 e junho de 2016

Entidades que compõem o Bloco da Segurança Pública fazem os ajustes finais para um ato, nesta quinta-feira, em protesto contra a escalada de  violência no Rio Grande do Sul. Servidores da Polícia Civil, Brigada Militar, Susepe, Bombeiros e IGP se reúnem a partir das 9h30min na Esquina Democrática para relembrar os 3.945 mortos contabilizados desde o início do governo de José Ivo Sartori. A conta leva em consideração o período de 1º de janeiro de 2015 até 30 de junho de 2016.

O presidente da Ugeirm, Isaac Ortiz, fala que a intenção do grupo é chamar a atenção da sociedade para o problema da falta de efetivo e investimento em Segurança Pública. Questionado sobre a relação do parcelamento salarial com a manifestação, Ortiz disse que também influencia no movimento, mas que “nada se compara com a necessidade de se buscar o fim da violência no Rio Grande do Sul”.

Na Esquina Democrática, 1,5 mil balões serão soltos em homenagem às vítimas da violência. Depois, o grupo deve percorrer as principais vias do centro da Capital e seguir em marcha até o Palácio Piratini e Assembleia Legislativa, onde quase 4 mil cruzes serão afixadas para também simbolizar as vítimas de homicídios e latrocínios no Rio Grande do Sul. Os crucifixos também serão deixados no Palácio da Justiça e no Ministério Público.

Em Santa Maria, protesto vai ter Schirmer como alvo

Outras cidades gaúchas também devem organizar manifestações semelhantes durante o dia 8 de setembro. Em Santa Maria, por exemplo, está confirmada a presença de um grupo de pais e familiares de vítimas da tragédia da boate Kiss para protestar contra a nomeação de Cezar Schirmer para a pasta da Segurança. O peemedebista era prefeito da cidade à época do incêndio que matou 242 pessoas e chegou a ser indiciado por improbidade administrativa no caso, não sendo pronunciado pelo MP.

Fonte:Ananda Müller/Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *