Ação conjunta entre o Exército e a Brigada resulta em dois flagrantes na zona sul de Porto Alegre

21367495Em novo treinamento de unidades do Exército na zona sul, arma, colete à prova de balas e R$ 35 mil foram apreendidos, e pelo menos duas pessoas presas.

Por: Renato Dornelles ZERO HORA

Um flagrante por porte ilegal de arma de fogo e outro pela apreensão de um colete à prova de balas e R$ 35 mil de procedência não explicada marcaram o segundo treinamento de unidades do Exército, em apoio ao policiamento ostensivo realizado pela Brigada Militar (BM), na zona sul de Porto Alegre, entre a tarde e a noite desta terça-feira.

Desta vez, participaram da atividade 45 homens lotados no 8º Esquadrão de Cavalaria Motorizada, com sede na Capital. Foram utilizados jipes, caminhões e até um carro de combate.

Estava prevista a participação também do Regimento de Cavalaria de Guarda, que envolveria cavalos. Porém, devido à chuva, a atuação foi cancelada.

Como já havia ocorrido na terça-feira da semana passada, o treinamento envolveu um “posto de bloqueio de controle de via pública”, com o qual são realizadas abordagens em vias de grande movimento de veículos, e uma patrulha motorizada, que percorre ruas e avenidas dos bairros Ipanema, Guarujá e Serraria. As duas ações são acompanhadas por guarnições da BM.

O primeiro flagrante ocorreu na Avenida Orleans, no bairro Guarujá. Ao revistarem um veículo, militares do Exército e da BM encontraram uma arma. O motorista, que não possuía porte, foi levado ao plantão da Polícia Civil para ser autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Veículos de guerra são usados na açãoFoto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Cerca de uma hora depois, já com o posto de bloqueio deslocado para a Avenida da Serraria, ocorreu o segundo flagrante. Em um carro, foram encontrados um colete à prova de balas e R$ 35 mil em dinheiro. O motorista nada explicou e também foi preso.

— O resultado prático em termos de prisões e apreensões não é grande, mas, do ponto de vista da sensação de segurança da comunidade tem sido bem expressivo. E, como treinamento, tem sido muito válido, pois a situação é muito próxima da realidade — avaliou o comandante da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada (8ª Bda Inf Mtz), general Carlos Alberto Dahmer.

A comunidade, citada pelo general, tem apoiado as ações. Porém, não esconde o temor de que a sensação de insegurança volte nos dias em que não ocorrerem o treinamento. Tanto que dez pessoas contatadas pela reportagem, em diferentes pontos, aceitaram opinar sobre o assunto, mas não quiseram se identificar.

— Esse trabalho e ótimo e dá segurança, mas ele infelizmente não acontece todos os dias — disse um homem em uma parada de ônibus.

Comunidade afirma que se sente mais segura com a presença do ExércitoFoto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Mais duas unidades deverão atuar 

O primeiro treinamento envolvendo unidades da 8ª Bda Inf Mtz ocorreu na terça-feira passada, nos mesmo bairros: Ipanema, Guarujá e Serrraria. Esses locais, de acordo com o general Carlos Alberto Dahmer, foram determinados pelo Comando Militar do Sul.

— Ainda tenho pelo menos duas unidades, o 18º Batalhão de Infantaria Motorizado e a Polícia do Exército, para participarem de treinamentos — informou o general Dahmer.

 Na terça-feira da semana passada, a atividade foi realizada com o 19º Batalhão de Infantaria Motorizada, de São Leopoldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *