Falta de vagas em delegacias mantém presos em viaturas pela primeira vez no Vale do Sinos

21498096
Em Novo Hamburgo, homem que era foragido da justiça é mantido em viatura Foto: Brigada Militar /Rádio Gaúcha

Quatro PMs custodiavam detentos durante a madrugada em São Leopoldo e Novo Hamburgo

Por: Zero Hora

A falta de vagas no sistema prisional começa a tirar policiais militares do patrulhamento para cuidar de presos em viaturas também no Vale do Sinos. Pela primeira vez, registrou-se a situação na região. As informações são da Rádio Gaúcha. 

Na madrugada desta sexta-feira, duas viaturas ficaram fora de serviço, com quatro policiais militares, em Novo Hamburgo e São Leopoldo. Conforme o delegado regional Rosalino Seara, as carceragens das delegacias estão lotadas e não há como abrigar novos presos.

Em Novo Hamburgo, por volta da meia-noite, eram 12 presos na carceragem e uma mulher presa em uma barra de ferro. Cinco eram mantidos na viatura da Brigada Militar (BM). Foi pedido reforço na segurança para o Batalhão de Operações Especiais (BOE) e para a Guarda Municipal por receio de tentativa de resgate criminoso.

Em São Leopoldo, de 12 a 14 presos eram mantidos na carceragem da delegacia e três estavam dentro de uma viatura. Dois deles foram liberados após o pagamento de fiança. O problema da lotação da carceragem chegou no limite na noite de quinta-feira:

– Policiais estão adoecendo. Os presos fazem motim, quebram lâmpadas, afrouxam as grandes, berram, o esgoto entope. PMs e policiais civis não estão preparados para serem carcereiros – diz o delegado.

O problema dos presos em viaturas começou em Porto Alegre, na semana passada, e chegou ao ápice quando tirou cinco viaturas do patrulhamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *