OSCAR BESSI: A indecência de se pagar menos que um salário mínimo!

tgfPor Oscar Bessi

(ARTIGO PUBLICADO  EM 

Estamos numa disputa acirrada hoje, no Brasil: quem proporciona maior vergonha ao seu povo? Os escravocratas mandatários do Rio Grande do Sul ou os sempre atabalhoados e difusos gestores do Rio de Janeiro?

Pagar menos que um salário mínimo aos seus servidores é a volta da escravidão. Uma indecência! Uma ofensa à democracia! Enquanto isto, aumento de impostos, aumentos nos preços de tudo, uma asfixia que está levando a população gaúcha à loucura!

(Não. Nem todos. Há os que receberão seus salários de marajá inteirinhos, sem nenhum desconto. Como assim? Então quer dizer que o governo tem grana pra uns e pra outros não? É questão de escolha?)

Um Estado rico! De produção altíssima, de exportação, de Super Porto, de Pólo Petroquímico! O que está errado nesta conta?

Resposta fácil: os dedos que a executam.

Antes, a desculpa era dívida com a União. Essa não existe mais como pretexto nos meses atuais. Então, qual a justificativa de agora? As má fase do Internacional?

O que faz um gaúcho, uma gaúcha, com família para sustentar, com míseros R$ 650,00? Nada! ( Mês atual R$ 450,00 )

Olhem quanto anda a conta de luz! E a de água! Quanto custa um aluguel? Pra quanto subiram as passagens de ônibus?

Querem no deixar loucos, caros gestores?

Como ficam os policiais, que andam morrendo às pencas nessa sociedade em níveis de violência nunca vistos?

Como terão cabeça para dar aula os nossos professores, única esperança de que uma nova geração, de paz e leituras, escape dessa fábrica que coopta bandidos jovens todos os dias para a droga e o crime?

Das duas uma: ou a impaciência, o desespero vai virar violência, e vai se agravar nas manifestações, como no episódio de hoje onde um doido perdeu a paciência e resolveu atropelar estudantes e professores. E aí é povo contra povo e é capaz dos caras assistirem pela janela dando risada e mandando a polícia terminar com o tumulto.

Ou o povo vai começar a ver que interditar rua não adianta nada, prejudicar aos seus iguais é um protesto que não leva a lugar algum e mirar o alvo certo.

Aí, meus caros. Aí a coisa vai ser bem mais feia.

O fato é: ninguém aguenta mais essa falta de respeito!

CORREIO DO POVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *