Rádio Guaíba: Agentes penitenciários do RS desistem de greve, mas definem pauta de reivindicações

IMAGEM ILUSTRATIVA
IMAGEM ILUSTRATIVA

Categoria vai aguardar resposta do secretário Cezar Schirmer até a próxima assembleia, agendada para 11 de novembro

O não cumprimento de decisões judiciais pelo governo gaúcho em relação ao parcelamento de salários do funcionalismo desestimulou, por enquanto, a deflagração de uma greve geral por parte dos agentes penitenciários do Rio Grande do Sul.

“Já ganhamos o direito de receber em dia, agora é do Judiciário a tarefa de cobrar e responsabilizar o governador. Não é uma greve que vai confirmar o que o juiz já determinou”, ressaltou o presidente do sindicato da categoria, Flávio Berneira.

Em assembleia na tarde desta quarta-feira, a categoria formulou a pauta de reivindicações a ser encaminhada à Secretaria da Segurança. As solicitações incluem o pagamento de promoções, realização de concurso público, regulamentação do porte de arma dos servidores e equiparação da aposentadoria de agentes vítimas de acidentes com o salário do topo da carreira.

Os agentes penitenciários vão aguardar a resposta do secretário Cezar Schirmer até a próxima assembleia, agendada para 11 de novembro. No início do mês, o chamado Bloco da Segurança realizou um dia de operação-padrão para alertar à Secretaria da Segurança sobre a possibilidade de realização de uma greve.

Fonte:Samantha Klein/Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *