Rádio Guaíba: Secretário da Fazenda fala em “maior imprevisibilidade” para pagamento de salário de outubro

19184896Tendência é de que primeira faixa do salário de outubro fique abaixo dos R$ 810 depositados no mês passado

A quatro dias da data de pagamento dos salários do funcionalismo gaúcho, o secretário da Fazenda do Estado diz que ainda não é possível prever os valores que serão depositados aos servidores. Segundo Giovani Feltes, este é o mês de maior imprevisibilidade sobre o pagamento de salários desde o início da gestão Sartori. Entre as incertezas, está o montante do Fundo de Participação dos Estados (FPE) que será repassado pela União ao Rio Grande do Sul somente na segunda-feira, data limite para o pagamento.

“Temos expectativa de receber o FPE, e só na segunda-feira vamos saber o volume de recursos e depósitos judiciais tivemos um bloqueio de mais de R$ 52 milhões nos últimos dias, o que frustra nossa capacidade de sacar dinheiro. Há uma imprevisibilidade bem maior que nos meses anteriores”, apontou.

O secretário evita fazer previsões sobre os depósitos. Entretanto, nos bastidores, já é dada como certa a tendência de que o pagamento no dia 31 deste mês seja menor que no último dia do mês passado, quando os servidores amanheceram com R$ 810 nas contas. Vai ser o nono mês consecutivo de parcelamento dos salários dos servidores do Executivo.

Nesta semana, o Piratini utiliza a arrecadação de aproximadamente R$ 700 milhões em ICMS com contas relacionadas à saúde e o duodécimo dos Poderes (Judiciário, Ministério Público, Assembleia, Tribunal de Contas e Defensoria Pública). O repasse em duodécimo equivale a mais de R$ 300 milhões.

Fonte:Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *