REFLEXÃO SOBRE SUPOSTA FACÇÃO EM CAXIAS DO SUL

14600913_1486225011393542_4704077202343094161_nMeia dúzia de armas, jamais irá combater o verdadeiro poder de fogo, treinamento e profissionalismo de nossos Policiais Militares.

O aumento da criminalidade não pode ser atribuído, tão somente, a um insignificante ajuntamento de criminosos que estão se matando entre eles, diga-se de passagem, neste caso fazendo um bem para sociedade.

Importante observar que no primeiro combate com a polícia desta dita quadrilha organizada, equipados inclusive com metralhadora, não puderam com a bravura policial que os perseguiu por mais de 20 minutos, sendo que quatro deles acabaram mortos e nenhum um PM ferido.

Causar o pânico na população fazendo parecer com que Caxias do Sul está dominada por criminosos é uma forma inconsequente de propagar o crime.

A morte destes criminosos nem sequer deveria ser consideradas como estatística para a violência, até porque estes, não poderão mais continuar aumentando suas extensas fichas criminais e engrossando os números da reincidência, que lamentavelmente atinge nosso estado, pois já conquistaram por si só a pena máxima.

Dar credibilidade a criminosos, fortalecer o nome de grupo de bandidos desconhecidos, só mostra a inversão de valores, onde bandido vira celebridade. E quem dúvida, que esse suposto quadrilheiro, desertor x9, não se valeu da própria imprensa para criar o marketing de seu próprio bando.

Nossos irmãos de farda jamais irão se amedrontar por recadinhos de vagabundos. Eles mesmos sabem, que a proteção de Deus, somado ao amor pela farda que vestimos e a vocação policial, bem como o respeito e admiração da polução de bem pelo nosso trabalho nos faz mais forte.

Jackson Cardoso – Soldado da Brigada Militar

Brigada Militar Crpo Serra

CAXIAS DO SUL: “A ordem agora é matar policial” diz ex-integrante de quadrilha caxiense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *