Alerj vota hoje redução de salários de governador e secretários estaduais

2016-10-28_19-09-40_pezaoO primeiro projeto a ser votado refere-se à redução de 30% dos salários do governador, vice-governador, secretários e subsecretários estaduais

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) começa hoje (16) a votar o pacote de medidas de cortes de gastos do governo fluminense. Os dois primeiros dos 21 projetos a serem votados vão ser apreciados pelo plenário da Casa a partir das 15h.

O primeiro projeto a ser votado refere-se à redução de 30% dos salários do governador, vice-governador, secretários e subsecretários estaduais. O salário do chefe do Executivo estadual, por exemplo, passará de R$ 21.868 para R$ 15.307,69.

O outro projeto prevê a redução do limite para pagamentos de dívidas de pequeno valor. O limite para pagamentos de dívidas de pequeno valor decorrentes de decisão judicial que o Estado tenha será reduzido de 40 salários mínimos para 15 salários. As obrigações de pequeno valor são dívidas do Estado com pessoas ou empresas que devem ser pagas em dinheiro. Acima do limite, as dívidas podem ser pagas com precatórios (reconhecimento de dívida).

As votações dos outros 19 projetos serão feitas sempre às terças, quartas e quintas-feiras até o dia 30 de novembro. Dos 22 projetos encaminhados no último dia 4 pelo Executivo à Alerj, apenas um foi devolvido ao governo do estado – o que trata do aumento da contribuição previdenciária para 30%.

Fonte:Agência Brasil

1 Comentário

  1. Daniel Santos Quaresma

    esta tal de RPV que tinha orçamento hoje em dia era baixou de 40 salários mínimos para 15 salários mínimos e mesmo depois de tramitado e julgado eles pedem acordo para reduzir para mais 40% o governos safados fazendo espúrios em coisa que ele devem pagar e se aproveitam da justiça lenta e levam 10,20 anos para pagar se fosse para recadar seria na hora, quanto a baixar salários do legislativo e secretários eles são falsos pois criarão outros gatinhos para devolver isto e quanto a nos depois de retirado já era, aqui mesmo se retirarem do governador 30% do salário dele mesmo assim ele já é aposentado com salario de 25 mil , não vai ser nada quanto a nos qualquer porcentagem(%) já é uma derrota pois alem de recebermos pouco ainda é parcelado vergonha destes governos escrotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *