Brigada Militar completa 179 anos

No dia 18 de novembro de 1837, em plena Revolução Farroupilha, foi criada a Brigada Militar (BM). Durante sua história, a BM enviou tropas para a Guerra do Paraguai, esteve na Revolução Federalista de 1893, e na Revolução de 1923, que dividiu o Rio Grande entre maragatos e chimangos. Foi o coronel Afonso Emílio Massot quem organizou a instituição, criando a Academia de Polícia Militar, o Hospital da Brigada Militar e o embrião do Batalhão de Aviação, tornando-se o patrono da BM.

Visita do presidente marechal Hermes da Fonseca ao quartel do 3º BPM, em 1910

Em 1930, brigadianos acompanharam Getúlio Vargas até sua chegada ao poder, quando amarraram os seus cavalos no obelisco do Rio de Janeiro. É importante destacar que Getúlio esteve fardado de brigadiano durante toda a revolução.

No ano de 1955, surgiu o policiamento em duplas (foto abaixo), os chamados Pedro e Paulo, e os Abas Largas, inspirados na polícia montada do Canadá. Durante o Movimento da Legalidade, em 1961, a Brigada Militar foi o suporte armado que ajudou na sustentação da campanha liderada pelo governador Leonel Brizola.

Durante a década de 1960, a BM assumiu plenamente o policiamento ostensivo quando foram criadas as Patrulhas Rádio Motorizadas. Com efetivo em todo o Estado, a BM completa os 179 anos atuando em muitas áreas: das Patrulhas Ambientais ao Corpo de Bombeiros.

Confira mais imagens históricas da Brigada Militar:

Os Corpos Provisórios (abaixo) foram tropas convocadas durante as revoluções de 1893 e 1923 para apoiar a Brigada Militar. Os convocados recebiam treinamento e eram comandados pelos oficiais da Brigada Militar.

Avião da BM usado em 1923:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *