Efetivo de segurança no litoral vai ser 4% maior, revela governo gaúcho

salvaGuaritas destruídas pela ressaca exigem alternativas, sobretudo em Capão da Canoa

O efetivo de Segurança que vai atuar, sobretudo, em cidades do litoral durante a operação Verão Para Todos 2016/17 vai ser 4% maior em 2016.  Uma reunião coordenada hoje pelo Gabinete do Vice-Governador definiu que 3.122 homens vão trabalhar na próxima temporada, contra o efetivo de 3 mil do verão anterior.

A Brigada Militar, que desenvolve a 47ª Operação Golfinho, informou que vai contar com 1.152 policiais e 1.150 bombeiros e salva-vidas temporários, parte deles selecionado a partir de um concurso para civis, que inscreve interessados até quinta-feira. Até agora, apareceram 560 candidatos, número considerado recorde.

Também devem trabalhar em ações relacionadas ao verão 760 policiais civis e 60 técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP). O lançamento do Verão Para Todos é previsto para 15 de dezembro, no Centro Administrativo, e a abertura, para dia 17, na Praça do Farol, em Capão da Canoa.

Guaritas destruídas pela ressaca

A organização do projeto admite preocupação com o estado das guaritas de salva-vidas, após ciclone extratropical, que gerou ressaca histórica no litoral, no mês passado. Quarenta e três abrigos ficaram destruídos, dentre os 228 existentes. De acordo com o major Rodrigo Dutra, do Corpo de Bombeiros, 92 estão em condições e 93 foram danificados, mas podem ser recuperados a tempo.

“Nosso maior problema é Capão da Canoa. Das 33 existentes, 32 foram totalmente destruídas. Já estamos buscando soluções, mesmo que temporárias, com as prefeituras”, observou o major. Entre elas, a colocação de cadeiras altas com guarda-sol ou toldos, para que os salva-vidas não fiquem expostos ao sol.

Detran pode cobrar multas de estrangeiros com cartão de crédito

Já o diretor-geral do Detran, Ildo Mário Szinvelski, salientou que o órgão está criando condições para que os turistas do exterior, principalmente do Mercosul, possam pagar as infrações de trânsito em território gaúcho com cartão de crédito. “O processo está na Celic (Subsecretaria da Administração Central de Licitações) e esperamos ter condições de aplicá-lo ainda neste veraneio, facilitando o pagamento por parte dos ‘hermanos’”, salientou.

Fonte:Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *