Governo e oposição na Assembleia definem estratégias em torno do pacote de Sartori

21851722Projetos vão tramitar em regime de urgência, devendo ser votadas em 30 dias

Os líderes do governo e da oposição na Assembleia Legislativa já iniciaram as movimentações para conseguirem, respectivamente, os votos para aprovar e rejeitar o pacote contra a crise apresentado ontem pelo governador José Ivo Sartori. A série de medidas que visa tirar o Rio Grande do Sul do vermelho foi encaminhada hoje ao Legislativo gaúcho, em regime de urgência. Caso não seja votado em 30 dias, ele tranca qualquer outra pauta agendada.

O governo vai tentar convencer os demais partidos da base aliada e também aos indecisos da importância da aprovação do pacote para retirar o Estado da crise. Conforme o líder da bancada governista, deputado Gabriel Souza, do PMDB, “o pacote é a única alternativa para sair do estado de calamidade no qual se encontram as finanças do Rio Grande do Sul”. Questionado sobre o PDT, visto como partido “coringa” para a aprovação ou rejeição do pacote, Souza garante que “está em diálogo com a sigla, mas também com todos os demais partidos da base aliada”.

Já a oposição pretende buscar o diálogo com os principais afetados e também com a sociedade como um todo antes de votar a proposta. De acordo com o deputado Jéferson Fernandes, do PT, “votar o projeto apenas entre os 55 deputados e com a Brigada Militar cercando a Assembleia é coisa de ditadura, e isso não pode ocorrer”.

Fonte:Ananda Müller/Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *