Líder do governo Sartori ainda conta com Jardel para aprovação de pacote

JardelMario Jardel (PSD) apresentou novo atestado médico com duração de 23 dias

O deputado Gabriel Souza (PMDB), líder do governo Sartori na Assembleia Legislativa gaúcha, diz ainda contar com o deputado Mario Jardel (PSD) para aprovação do pacote de reestruturação do Estado, enviado pelo governador no início desta semana. Segundo Souza, responsável pela articulação política do governo no Legislativo, o contato com Jardel ainda será tentado antes do tema seguir a plenário.

“Nós contamos com os votos de todos os deputados que queiram ajudar o Rio Grande do Sul a vencer essa situação de calamidade financeira, inclusive do deputado Jardel. Ainda não tive oportunidade (de falar com ele), mas assim que for possível gostaria de expor a importância da aprovação do pacote”, disse Souza.

Na votação do projeto de aumento da alíquota de ICMS, em setembro do ano passado, o voto de Jardel foi decisivo para os interesses do governo. O deputado do PSD foi favorável ao aumento do imposto, fazendo a proposta ser aprovada por 27 a 26 votos. Jardel é o único deputado da bancada do PSD, mesmo partido do vice-governador José Paulo Cairoli.

Nessa quarta-feira, Jardel apresentou um novo atestado médico à Assembleia Legislativa, com duração de 23 dias. O documento aponta que o parlamentar está em depressão. Se o deputado não renovar o atestado, poderá participar da votação do pacote de medidas enviado por Sartori à Assembleia, que deve ser apreciado na semana entre o Natal e o Ano Novo. Para isso, o governador solicitará a convocação de sessões extraordinárias de votação.

Ontem, o deputado compareceu à Assembleia para que um medico da Casa realizasse perícia que confirmasse ou negasse o atestado anterior, de sete dias, também apontando quadro depressivo do parlamentar. O ex-craque de futebol saiu da sala sem falar sobre a análise médica ou sobre as faltas ao trabalho, mas disse que assistiria à final da Copa do Brasil, no dia 30. Sobre o pacote de medidas de enviado por Sartori, disse: “Não chegou na minha mesa, mas vou analisar”.

A Assembleia ingressou na madrugada de hoje com uma nova petição na Justiça para que a desembargadora relatora do caso de Jardel se manifeste, apontando se ainda há a necessidade do parlamentar ser ouvido no processo que pode levar à cassação do mandato dele. A intenção da Assembleia é dar prosseguimento ao processo e levar o caso ao Plenário, sob entendimento de que Jardel já teve sua oportunidade de ser ouvido, mas não compareceu. A alegação da defesa de Jardel é que ele não poderia prestar depoimento devido ao quadro depressivo. A Procuradoria da Casa entende que o atestado vale somente para justificar ausência no trabalho.

Jardel foi alvo da Operação Gol Contra do Ministério Público em novembro do ano passado. A investigação apontou que o deputado chefiava uma quadrilha dentro do gabinete com o objetivo de se apropriar de diárias, manter funcionários fantasmas e exigir repasse de parte dos salários dos assessores.

Fonte:Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

1 Comentário

  1. Daniel Santos Quaresma

    TOMARA QUE ENTRE EM COMA COM UMA DOSAGEM DE CAVALO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *