Papai Noel chega antes no TCE RS

IMAGEM ILUSTRATIVA
IMAGEM ILUSTRATIVA

Ignorando a crise financeira do RS, o tce contratou o velejador Amyr Klink por R$ 15 mil para uma palestra de uma hora e 30 minutos aos servidores no dia 25 de outubro.

Na contramão da política de ajuste financeiro promovida pelo governador José Ivo Sartori, o Tribunal de Contas do Estado concedeu aumento de quase 100% no vale-refeição dos servidores e dos cargos de confiança do órgão.

O valor, reajustado na folha de pagamento de outubro, subiu de R$ 18 por dia para R$ 35, com teto estipulado em R$ 770 mensais. Provocado pela coluna, o TCE informou que o impacto financeiro da suplementação será divulgado na quarta-feira, dia 16, depois do feriado.

Aliás

O governo gaúcho precisa se apressar na apresentação de medidas para enfrentar a crise, sob pena de ganhar o apelido de “Tartaruga Ninja”. Se está difícil aprovar projetos com a aliada Silvana Covatti (PP) na presidência da Assembleia, pior ficará em 2017, com o petista Edegar Pretto no comando.

Ignorando a crise financeira do RS, o tce contratou o velejador Amyr Klink por R$ 15 mil para uma palestra de uma hora e 30 minutos aos servidores no dia 25 de outubro.

Fique de olho

A fábrica de mágicas do TCE opera a pleno vapor neste final de ano. Convém prestar atenção em propostas que sangram os cofres públicos se passarem pelos conselheiros:

1. Um drible na lei do governo Britto que restringiu a incorporação de funções gratificadas.

2. Uma revisão no valor das funções gratificadas que foram reduzidas para garantir o aumento do básico à época da negociação do plano de carreira.

3. Uma tentativa de contar o estágio como tempo para a aposentadoria e obtenção de licença-prêmio.

POLÍTICA + Rosane de Oliveira ZERO HORA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *