Rádio Guaíba: Gabinete de Sartori é responsável por 20% de todos os CCs do Estado, afirma Sintergs

thumb-2Tribunal de Justiça julga nesta tarde processo do Sintergs referente aos atrasos de salários dos servidores Técnicos-Científicos do RS

O Sindicato dos Técnicos-Científicos do Rio Grande do Sul (Sintergs) afirmou, nesta segunda-feira, que seis estruturas ligadas diretamente ao gabinete do governador José Ivo Sartori são responsáveis por 30% dos Cargos de Confiança. Segundo o Sintergs, quase R$ 2,1 milhões seriam gastos com CCs nos gabinetes do governador, do vice-governador José Paulo Cairoli, da Casa Militar, da Casa Civil, Secretaria de Comunicação e de Políticas Sociais, assim como da primeira-dama Maria Helena Sartori. Somente o Gabinete do Governador, segundo levantamento do Sintergs, possui mais de 20% do número total de CCs de toda a estrutura do Estado.

Para o presidente do Sintergs, Nelcir Varnier, uma contradição acontece na administração do ex-prefeito de Caxias do Sul. Para ele, enquanto o Executivo tenta aprovar projetos na Assembleia para extinguir órgãos importantes para a pesquisa no Rio Grande do Sul, há 364 cargos de confiança ligados ao gabinete de Sartori.

“Esperávamos uma coerência do governo. Ele está, na verdade, reduzindo o tamanho do Estado, de um estado que já não atende a população adequadamente, e está querendo reduzir ainda mais o tamanho. As pessoas estão tendo uma prestação de serviço precária. E o estado vai diminuir recursos em pesquisas, em fundações que são estratégicas, que não dão prejuízo, são estatais e fundações que geram serviço para a sociedade, e não vai atacar o erro. É cabide de emprego, para os amigos do rei”, sustentou Varnier.

O Sintergs afirma que esses dados foram obtidos através do Portal Transparência e que, além da descoberta dos 364 CCs ligados aos gabinetes do Executivo, o salário médio dos cargos comissionados seria de R$ 5.496,69, totalizando um gasto de R$ 2.000.795,46 por mês.

Ainda de acordo com o sindicato, toda a Administração Direta possui 1.639 CCs, o que equivale a um gasto mensal com remuneração de R$ 6.422.825,06, onde a média salarial seria de R$ 3.918,74.

Processo no TJ

Hoje, às 14h, o Tribunal de Justiça julga um processo do Sintergs referente aos atrasos de salários dos servidores Técnicos-Científicos do Rio Grande do Sul.

Fonte: Vitória Famer / Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *