ZERO HORA: Exército amplia operações em ruas de Porto Alegre

Treinamento até então restrito aos bairros Ipanema, Guarujá e Serraria foi estendido ao Santa Tereza nesta quinta-feira

Por: Renato Dornelles ZERO HORA

O treinamento realizado pelo Exército, com patrulhamento de ruas e avenidas de Porto Alegre, em ação conjunta com a Brigada Militar, pela primeira vez foi realizado na região do bairro Santa Tereza, ao longo do dia, nesta quinta-feira. Nas três últimas semanas, a ação havia sido realizada nos bairros Ipanema, Guarujá e Serraria, na Zona Sul.

Patrulhamento em ruas do bairro Santa TerezaFoto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Um posto de bloqueio e controle foi montado durante a manhã e a tarde no início da Rua Correia Lima, nas proximidades do quartel do 3º Batalhão de Polícia do Exército (3º BPE), cujo efetivo participa da operação.

Posto de bloqueio e controle na Rua Correia LimaFoto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Com o auxílio de cães farejadores, os militares abordam motoristas que trafegam pela via, identificando-os e revistando os veículos. Policiais militares do Pelotão de Operações Especiais do 1º BPM acompanham o trabalho, garantindo poder de polícia à ação.

Paralelamente, é realizado patrulhamento em algumas vilas do bairro, próximas ao quartel da 1ª Divisão de Levantamento, com o uso de viaturas do Exército e da BM.

— Estamos com um grupo de combate diretamente ligado ao Comando Militar do Sul. Há homens experientes, que participaram de ações no Haiti e nos Complexos do Alemão e da Maré, no Rio de Janeiro — explicou o tenente-coronel Raymundo Pires Monteiro, que comanda a operação.

Cães de faro participaram da operação Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Até as 19h, não haviam sido efetuadas prisões.

Ações anteriores

O primeiro treinamento realizado nesses moldes ocorreu no dia 11 de outubro, com a participação do 19º Batalhão de Infantaria Motorizada, que tem sede em São Leopoldo, nos bairros Ipanema, Guarujá e Serraria, incluindo a Vila dos Sargentos, região conflagrada pela guerra entre facções que controlam o tráfico de drogas. A ação foi repetida nas duas semanas seguintes, na mesma região.

De acordo com o comandante da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada (8ª Bda Inf Mtz) do Exército, general Carlos Alberto Dahmer, “o trabalho é um exercício de preparação, que faz parte “da missão constitucional do Exército de garantia da lei e da ordem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *