Plano Nacional de Segurança começa a ser implantado até janeiro em Porto Alegre

aaasssAlém da capital gaúcha, Aracaju e Natal também receberão o plano

Porto Alegre, Aracaju e Natal são as três capitais-piloto por onde o Ministério da Justiça irá começar a implementação do Plano Nacional de Segurança. O projeto prevendo as medidas para a capital gaúcha devem ser conhecidos até 16 de dezembro, com início em janeiro do ano que vem. No Rio Grande do Sul, três eixos irão nortear a implementação do plano: combate a homicídios e violência contra a mulher, racionalização do sistema penitenciário e segurança nas fronteiras.

Na prática, a expectativa é que a construção do plano se traduza na vinda de recursos para o Estado. O plano prevê, por exemplo, a integração de dados da criminalidade, que hoje são recolhidos de forma separada por diferentes forças de segurança – como Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal. Também haverá recursos, caso necessário, a ser dividido entre as capitais.

“Já houve a disponibilização de R$ 1,4 bilhão para o Ministério da Justiça e mais R$ 700 milhões para o fundo penitenciário, que poderão ser empregados naquelas três áreas: homicídios e violência contra a mulher, sistema prisional e fortalecimento das fronteiras”, garante Humberto Freire de Barros, coordenador de articulação e integração em segurança pública do Ministério da Justiça.

Medidas que já estão sendo adotadas no Rio Grande do Sul começaram a ser apresentadas na tarde desta quinta-feira (01) pelo secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, a representantes do Ministério da Justiça, em reunião em Porto Alegre. A expectativa do Ministério é estender e adotar o Plano Nacional de Segurança até março a todas as capitais.

GAÚCHA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *