Policiais feridos em acidente no RS seguem internados em hospital

Colisão entre carro e caminhão vitimou o comissário Rogério Luiz Decarli.
Chefe da Polícia Civil está em observação; dois passaram por cirurgias.

Do G1 RS

Os três agentes da Polícia Civil feridos em um acidente entre um carro e um ônibus na tarde de quarta-feira (30) seguem internados no complexo da Santa Casa de Rio Grande, na Região Sul do Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (1). A colisão na RS-734, próximo à entrada da cidade, vitimou o comissário Rogério Luiz Decarli.

Além de Decarli, estavam no veículo o chefe da Polícia Civil gaúcha Emerson Wendt, o escrivão Leonardo Grossini Monteiro e o delegado aposentado Carlos Joaquim Guedes Rezende. Eles devem passar pelo menos mais uma noite na instituição de saúde.

O delegado Wendt, 43 anos, está em observação no Hospital Geral da Santa Casa. A esposa dele deixou Porto Alegre para acompanhá-lo. O estado de saúde dele é estável, já que ele não teve ferimentos graves. No entanto, ainda não há previsão de retorno para capital.

Acidente aconteceu na RS-734 no acesso a Rio Grande (Foto: Divulgação/Comando Rodoviário da BM)
Acidente aconteceu na RS-734 no acesso à cidade de Rio Grande (Foto: Divulgação/CRBM)

Em sua conta no Twitter, o chefe de polícia lamentou a morte do comissário Decarli. “Perdi hoje um grande amigo, parceiro e fiel. Que vá em paz Rogério Luis Decarli e lá de cima, junto com o Criador, conforte os teus”, escreveu Wendt.

Motorista do carro, o escrivão Leonardo Grossini Monteiro, de 36 anos, passou por cirurgia após sofrer fratura exposta no fêmur. Ele está inconsciente e segue na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em observação por precaução.

O delegado aposentado Carlos Joaquim Guedes Rezende, 70 anos, que estava na carona do veículo, foi operado na noite de quarta por conta das lesões e hemorragia internas sofridas na região abdominal devido à pressão do cinto de segurança. Ele também está na UTI e, conforme a casa de saúde, reagiu bem ao procedimento cirúrgico.

O corpo do comissário Rogério Luiz Decarli foi encaminhado para Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde ele morava e onde será realizado o velório e o funeral. Em seu site oficial, a Polícia Civil publicou uma nota de pesar pela morte de Decarli. Leia abaixo:

A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul manifesta seu mais profundo pesar pelo falecimento do Comissário de Polícia Rogério Luis Decarli, ocorrida na tarde de ontem, 30 de novembro de 2016, no município de Rio Grande.

Ele deixa como legado sua bela trajetória marcada pelo profissionalismo e dedicação incondicionais. Diante desta perda irreparável, a Polícia Civil se solidariza com a dor dos familiares e amigos do Comissário Decarli.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *