Presídio de Canoas deve receber 50 PMs

Cada galeria da penitenciária possui 16 celas (oito apenados por cela)
Cada galeria da penitenciária possui 16 celas (oito apenados por cela)

A prefeitura deve iniciar a construção do segundo acesso às três unidades da Pecan até a segunda quinzena deste mês

DIÁRIO DE CANOAS

O prefeito Jairo Jorge da Silva, durante reunião com o secretário de Segurança do Estado, Cézar Schirmer, recebeu a confirmação de que 150 policiais militares serão destinados a Canoas. Desses soldados, 50 atuarão nos novos módulos industriais para o trabalho dos presos na Penitenciária Estadual de Canoas (Pecan). Os módulos ainda não foram inaugurados.

O secretário municipal de Segurança Pública e Cidadania, Alberto Kopittke também participou do encontro. “Estes 150 policiais já estão sendo treinados”, relatou. A capacitação dos PMs tem apoio da prefeitura, a partir de recursos próprios. “Viriam cem brigadianos para a cidade. Os 50 a mais servirão a Pecan. São mais uma de 21 contrapartidas que firmamos com o Estado – 19 delas atendidas. A prefeitura está cumprindo todos os pontos do acordo firmado”, comemora Kopittke.
O acordo para a vinda do presídio para Canoas foi firmado entre Jairo Jorge e a então governadora Yeda Crusius em fevereiro de 2010. Se for aprovado projeto de lei na Assembleia Legislativa que desobriga o Estado de manter brigadianos nos presídios, Canoas terá mais 50 policiais militares nas ruas.
Pecan é referência
Com taxa de rescindência de apenas 4%, a Pecan é considerada hoje o melhor presídio do Brasil. “É um patamar de primeiro mundo, que demonstra que estávamos corretos em todas as ideias que colocamos, especialmente com relação às diretrizes de trabalho e estudo obrigatório para os detentos”, observa o prefeito Jairo Jorge. A Pecan tem três galerias com 16 celas cada, além de estrutura para deficientes físicos. Servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários comandam todos os serviços. A segurança externa é feita pela Brigada Militar.
Obras até o fim do mês
Também foi acertado o início da construção do segundo acesso às três unidades, de competência do Município. A prefeitura deve iniciar esta obra até a segunda quinzena deste mês. Schirmer também comunicou ao prefeito que uma empresa se manifestou para ser parceira em testar a tecnologia dos bloqueadores de telefone celular. Os chefes de executivo ainda trataram do aumento do efetivo da guarda externa do presídio, para que nenhum soldado do 15º BPM saia das ruas para fazer este policiamento, e da necessidade da troca de informações entre Guarda Municipal e BM para que se permita acesso da GM ao sistema de consultas integradas para verificar perfis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *