GAÚCHA: RS registra em 2016 o maior número de latrocínios dos últimos 15 anos

Dos 10 índices de criminalidade, latrocínio, homicídios e roubos em geral aumentaram
Foto: Cid Martins /Rádio Gaúcha

Segundo dados divulgados pela SSP, os homicídio e os roubos em geral também tiveram aumento no Estado no ano passado

O Rio Grande do Sul registrou em 2016 o maior número de latrocínios – roubo seguido de morte – dos últimos 15 anos, de acordo com os dados disponíveis na estatística da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP). As informações foram divulgadas na manhã desta quinta-feira (26), em Porto Alegre.

Os criminosos mataram 164 pessoas em assaltos no ano passado, o equivalente a um caso a cada dois dias e meio. Diante de 2015, que registrou 143 latrocínios, houve aumento de 14,7%.

Fevereiro foi o mês mais violento de 2016, com 24 casos. Já outubro teve o menor índice, com nove ocorrências.

Na apresentação dos números, o secretário da Segurança, Cezar Schirmer, ressaltou que os números caíram na média mensal após ações da SSP e a presença da Força Nacional de Segurança, no segundo semestre.

Dos dez índices criminais apresentados hoje, três tiveram aumento. Os homicídios subiram 7,3% – passando de 2.431 em 2015 para 2.608 em 2016, o equivale a uma média diária de sete assassinatos. Os roubos em geral também registraram elevação.

Outros sete índices tiveram redução: furtos em geral, extorsão, sequestro, estelionatos e homicídios de trânsito, além de furtos e roubos de veículos.

Furto e roubo de veículos

O registro de furto de veículos caiu 3,5% e o roubo, 2,9%. Isso quer dizer que os criminosos levaram 1.434 veículos a menos do que em 2015 no Estado. Em Porto Alegre, a redução foi maior: os furtos diminuíram 13,3% e os roubos, 14,3%.

GAÚCHA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *