Jornal Agora: Em alta temporada, Corpo de Bombeiros divide trabalho entre zona central e Cassino

Capitão Carvalho, atual responsável pelo comando do 3° Comando Regional de Bombeiros

Equipe conta com 28 servidores e uma das três unidades do Município, a do Trevo, está fechada

POR LUIZA TRÁPAGA

Com o calor intenso e a temporada de verão movimentando o balneário Cassino, o trabalho do 3º Comando Regional de Bombeiros tem se destacado nas ocorrências mais corriqueiras da estação. Além do quartel central do corpo de bombeiros, a comunidade também está sendo amparada por parte do efetivo presente na estação do Cassino, desde o meio de dezembro, quando ocorreu a sua reabertura.

“Com a vinda de reforços para a Operação Golfinho durante a temporada de verão, nós estamos conseguindo manter a equipe dividida e amparando ambas as zonas”, explica o capitão Carvalho, atual responsável pelo 3º Comando Regional de Bombeiros. Segundo ele, a única unidade que está fechada no momento é a do Trevo, com a possibilidade de sua reabertura ocorrer ao fim da temporada de verão.

O capitão também explica que essa rotação nas estações se deve, principalmente, à diminuição do efetivo. “Nos últimos tempos, nossa equipe vem diminuindo. Desde o ano passado, nesse mesmo período, posso dizer que já diminuímos em cerca de 30% do efetivo”, explica. Segundo ele, o que causa esse desequilíbrio é o fato de acontecerem perdas de profissionais, mas não há novas inclusões.

Atualmente, a equipe do Corpo de Bombeiros do Rio Grande conta com 28 servidores. Esses são divididos entre os que trabalham na prevenção de incêndios, com quatro profissionais, e no combate de incêndios, com 24 membros disponíveis para a atuação em campo.

REFORMA

Ao passar em frente à estação central dos bombeiros, localizada na rua General Vitorino, um cenário de obra chama a atenção. Segundo o capitão Carvalho, se trata de uma reforma da Sala de Operações. “É uma obra de renovação para o principal local no qual recebemos as ligações e monitoramos as ocorrências”, explica. Apesar de a sala estar fora de uso, o trabalho do plantão continua sendo realizado em outro ambiente, nas dependências da estação.

INCÊNDIOS EM ÁREAS VERDES

Voltando o foco para a questão da temporada de verão, Carvalho explica que a maior incidência de ocorrências fica com os incêndios em áreas verdes. “Apesar de ser uma ocorrência que naturalmente se faz mais presente devido ao calor excessivo, nós pedimos à população que não realize a queima de lixo em frente às residências ou em terrenos baldios, esses são os principais locais retratados nas ocorrências”, declara o capitão.

Além dos incêndios, o Corpo de Bombeiros também tem recebido muitas ligações sobre infestação de abelhas e camotinhos. O capitão Carvalho esclarece que a equipe está realizando o trabalho de retirada dos insetos. “O contato deve ser feito pelo telefone 193. Nós deslocamos algum membro da equipe para avaliar o local e, logo após, agendar a retirada”, explica. O capitão ainda esclarece que essa retirada é realizada com uma roupa especial, e que a população não deve mexer no local infestado por conta própria.

TRABALHO DE PREVENÇÃO

Finalizando, ele comenta que o verão tem sido mais calmo do que o anterior. “Este ano, nós estamos apostando em um trabalho preventivo. O foco é em notificar a comunidade e estabelecimentos sobre as medidas necessárias e adequadas de prevenção. Isso tem resultado em uma diminuição considerável das ocorrências”, afirma. O capitão termina relembrando que o Corpo de Bombeiros está disponível para a população através do número 193, 24 horas por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *