LEOUVE: Doações da comunidade podem reforçar ações de segurança em Bento Gonçalves

A população de Bento Gonçalves poderão colaborar diretamente com a segurança pública da cidade. Por iniciativa do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), os moradores estão recebendo, junto com o carnê de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) um boleto no valor de R$ 15, que pode ser pago em caráter opcional.

Os recursos serão destinados para garantir a manutenção e a ampliação dos trabalhos desempenhados pelo conselho, principalmente no repasse de equipamentos para as polícias militar e civil e departamentos como o Instituto Geral de Perícias (IGP) e o Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com Elton Gialdi, que assumiu a presidência do Consepro no dia 9 de janeiro, a campanha pretende sensibilizar a população para a necessidade de arrecadar dinheiro para qualificar o trabalho das forças de segurança na cidade. Caso o cidadão não queira participar, basta descartar o boleto sem efetuar o pagamento.

“Esta é uma alternativa a mais criada para podermos melhorar o caixa. É algo espontâneo, e quem quiser ajudar estará contribuindo com a segurança da cidade”, afirmou Gialdi, que revelou que não há uma estimativa para a arrecadação porque é cedo para saber como a sociedade vai reagir à ideia da campanha.

Entre diversas ações que já estão em andamento e outras que ainda serão colocadas em prática, o Consepro espera atingir cerca de R$ 700 mio em doações da comunidade. Desde setembro do ano passado, a entidade já projetou a arrecadação de R$ 100 mil em doações fixas através da cobrança de mensalidades para pessoas físicas e jurídicas.

O Consepro deve fortalecer essa mobilização nas próximas semanas, quando serão intensificadas visitas a empresas da cidade para firmar novas parcerias. “Será um ano de muito esforço, porque daremos continuidade a todo envolvimento na área da segurança que o Consepro tem demonstrado em mais de três décadas de atuação. Como sempre, temos que pensar em evoluir, a fim de beneficiar cada vez mais a comunidade, público-alvo e grande parceira de nossas ações. Vamos fortalecer, ao longo de 2017, esse vínculo e o retorno que ele traz à sociedade”, projeta o presidente.

A meta do órgão é alcançar o montante de R$ 700 mil por meio de ações que estão sendo realizadas desde setembro de 2016. Esses recursos serão alocados na implementação de uma sala de comando e controle, além da compra de 15 rádios digitais e a aquisição e instalação de uma antena digital de longo alcance. Em termos de patrulhamento, o objetivo é colocar na rua duas viaturas blindadas para aproximação policial em qualquer tipo de ocorrência, com atuação 24 horas por dia em qualquer ambiente e equipadas com câmeras internas e externas, e GPS para posicionamento em tempo real no mapa digital.

De forma paralela, o Consepro conquistou recentemente, graças a projetos apresentados ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, pelo menos R$ 40 mil em repasses, já convertidos em materiais para as delegacias e para o IGP. Mais três propostas relacionadas ao Presídio Estadual devem ter resultados positivos nos próximos meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *