Plenário do Senado pode votar o fim da prisão disciplinar de PMs e bombeiros

Projeto de lei proveniente da Câmara dos Deputados que prevê o fim da prisão disciplinar para policiais e bombeiros militares está pronto para ser votado pelo Plenário do Senado. O PLC 148/2015 é de autoria do deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG). Ele altera a Lei de Reorganização da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, para estabelecer que essas  corporações serão regidas por Código de Ética e Disciplina, aprovado por lei estadual, e proíbe a prisão administrativa. Em 2016 a proposta foi debatida em audiência pública e aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ).  O relator do projeto, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), explica que a intenção do projeto é garantir que os militares sejam punidos apenas por delitos graves. A reportagem é de Gustavo Azevedo, da Rádio Senado.

1 Comentário

  1. Daniel Santos Quaresma

    este lixo de prisão para as praças é muito humilhante pois os vagos fazem merda todos os dias e os politicos e não pagam seus erros , eu acho que uma prisão para quem roubou ou esta numa prevaricação é uma coisa mais por faltar ao serviço? ou desobedecer uma ordem muitas vezes ate absurda tem que terminar esta merda mesmo.

Deixe uma resposta