Polícia indicia 17 pessoas por morte de PM após briga em São Gabriel

Bento Júnior Teixeira Borges, 36 anos, foi morto após briga no domingo de Natal
Foto: divulgação BM

Segundo a polícia, oito adultos e nove adolescentes participaram do crime, ocorrido no domingo de Natal

A Polícia Civil indiciou 17 pessoas pelo assassinato do brigadiano Bento Júnior Teixeira Borges, 36 anos, após uma briga generalizada em um posto de combustível em São Gabriel, no domingo de Natal. Responsável pela apuração, o delegado José Soares Bastos entendeu que oito adultos e nove adolescentes participaram do crime – sendo que 15 estão detidos.

Todos eles foram enquadrados por homicídio, com qualificação por motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima, meio cruel, e praticado contra agente de segurança. Eles também foram responsabilizados por dano ao patrimônio, pelo ataque ao veículo da vítima.

Segundo o delegado, a confusão começou com o desentendimento entre um casal. O PM teria tentado terminar a confusão, quando um jovem teria investido contra o brigadiano, que revidou a tiros. O adolescente morto foi identificado como João Gabriel Ferraz da Silva, 16 anos.

Após isso, os outros presentes perseguiram o policial e o mataram a golpes de facão e outros objetos cortantes. O delegado acredita que o crime esteja relacionado com os chamados “bondes”, que estão presentes no interior.

“Muitos dos que estavam (no local) fazem parte de bondes, mas não foi algo premeditado. Normalmente essas pessoas se reúnem para sair à noite, ficam nas proximidades de bares de distribuição de bebidas 24 horas. Muitos deles são menores, e usam armas brancas. Eles marcam território, e não permitem que jovens de outros bairros estejam no bairro considerado dominado por eles”, relata o delegado.

A investigação de dois colegas do policial, por suposta omissão, será feita pela própria Brigada Militar.

GAÚCHA

Deixe uma resposta