Rádio Guaíba: Novos PMs vão combater ataques a bancos no interior, diz comandante da BM

Coronel Andreis Dal ´Lago informou que policiais irão para cidades pequenas

O novo comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Andreis Dal’Lago, assumirá o cargo formalmente nesta quarta-feira, mas adiantou qual será o futuro dos novos policiais militares na corporação. Em entrevista à Rádio Guaíba na manhã desta terça, ele informou que no segundo semestre pouco mais de mil PMs que estão em formação devem ir para as ruas de cidades do interior do Rio Grande do Sul que contam com guarnições formadas por dois a cinco homens.

“O eixo Porto Alegre e Novo Hamburgo concentra 76% dos crimes considerados graves, mas não podemos deixar de dar atenção ao interior do Estado. O objetivo é reforçar estas cidades que são alvos de ataques a bancos por criminosos que usam explosivos, maçaricos e até transformando a população em escudos humanos”, destacou Dal’Lago.

Quadrilha formada por PMs 

Dal’Lago afirmou ainda que, entre 2014 e 2015, foi registrada uma média de um ataque a banco por semana no interior. A quadrilha responsável pelas ações foi presa após a investigação da Polícia Civil e o comandante confirmou que parte dos integrantes era composta por membros da Corporação. Há um mês, no entanto, uma decisão judicial concedeu liberdade para os criminosos e, a partir desse fato, uma nova onda de ataques a agências bancárias foi registrada no interior do Estado.

“Coincidentemente, neste período, houve a retomada dos ataques a bancos no interior. Não podemos fazer uma afirmação de que se trata da mesma quadrilha, mas a coincidência existe e nos obriga a retomarmos um trabalho. São homens perigosos que no enfrentamento usam até fuzis”, ressaltou. No final do ano passado, 160 novos policiais militares passaram a atuar no policiamento ostensivo em Porto Alegre e cidades da região Metropolitana. Eles substituíram PMs contratados temporariamente.

Andreis Dal’Lago garantiu que o foco da BM também está no combate aos homicídios. Ele destacou ainda que a política de integração da Segurança Pública com a Prefeitura de Porto Alegre está em andamento e, além do videomonitoramento, outras ferramentas devem ser usadas para auxiliar o policiamento ostensivo na Capital gaúcha.

Voltaire Porto / Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *