Caçapava do Sul fica sem delegacia e bombeiros à noite

Bombeiros de Caçapava do Sul contam com um caminhão. Durante seis noites, plantões serão atendidos por São Sepé
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Medidas foram tomadas por falta de pessoal para atendimento

Diário de Santa Maria

A população de Caçapava do Sul ficará sem atendimento da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros durante as madrugadas. As medidas foram anunciadas nesta terça-feira pelas corporações e têm como motivo a falta de pessoal.

No caso da Polícia Civil, o delegado Fabrício de Santis Conceição anunciou a suspensão o plantão do atendimento 24 horas na delegacia da cidade por tempo indeterminado.

– O atendimento noturno em feriados e finais de semana será feito em regime de sobreaviso, para casos de prisão em flagrante e foragido, ocorrências com morte, furto e roubo a banco, apreensão de menores, violência doméstica, sequestro e estupro – informou.

Os plantões funcionavam das 18h às 8h30min do dia seguinte. Segundo o delegado, o registro de outras ocorrências poderá ser feito durante o expediente normal da delegacia (veja quadro). O registro também pode ser feito na Brigada Militar. A BM mantém plantão 24 horas.

Outro caminho para efetuar registros policiais é pelo site da Delegacia Online.

No caso do Corpo de Bombeiros, a decisão de restringir o atendimento durante a noite foi tomada pelo comandante do grupamento de Caçapava do Sul, sargento Daniel de Azambuja Stock. Em ofício enviado à Câmara de Vereadores, Stock informa que os plantões serão suspensos por seis noites, já a partir desta terça-feira.

As demais noites sem atendimento da guarnição local serão nos dias 16, 19, 21, 23 e 25 de fevereiro.”Reforço que a situação tende a se agravar nos próximo meses devido à falta de pessoal”, alerta o ofício assinado pelo sargento Daniel Stock. A guarnição tem um caminhão e sete bombeiros.

Nessas noites sem plantão, Caçapava do Sul será atendida pelos bombeiros de São Sepé. Stock salienta que a demora na prestação do serviço será inevitável devido à distância de 43 quilômetros entre as duas cidades.

Apesar de não haver bombeiros para urgências, em caso de incêndio ou outras ocorrências graves a população poderá ligar para o telefone 193, pois será mantido um atendendo 24 horas, que acionará a equipe de São Sepé.

(Com informações da Gazeta de Caçapava)

Deixe uma resposta