Correio do Povo: Votações de medidas de austeridade na Assembleia ficam para março

Votações de medidas de austeridade na Assembleia ficam para março | Foto: Caco Argemi / ALRS / CP

Líder do governo Gabriel Souza afirmou que decisão ganhou unanimidade de líderes da Casa

O líder do governo José Ivo Sartori na Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (PMDB), informou nesta terça-feira que o colégio de líderes da Casa decidiu por unanimidade adiar as votações do pacote de austeridade para março. Dessa forma, segundo Souza, não haverá análise das medidas nas próximas semana.

A ideia de adiar a votação já havia sido cogitada pelo governo. O Piratini quer aguardar avanços das negociações envolvendo a adesão do Rio Grande do Sul ao Plano de Recuperação Fiscal lançado pelo Palácio do Planalto, que se concretizada, permitirá a ampliação da capacidade de endividamento do Estado e carência de 36 meses nos pagamentos das parcelas da dívida com a União.

Com o adiamento das votações dos projetos do pacote, a reforma do secretariado deve avançar apenas a partir da segunda quinzena de março.

Oposição se articula 

Partidos que atuaram em oposição ao governo Sartori nos dois primeiros anos da atual administração decidiram aproveitar a fragilidade da base de apoio do Piratini para ampliar o bloco de enfrentamento às políticas do peemedebista. A articulação teve início no começo dessa semana. Nos bastidores, deputados do PT, PCdoB e PSol têm se encontrado para consolidar a estratégia de atuação antes da votação dos projetos remanescentes do pacote Sartori.

Deixe uma resposta