PM é baleado no bairro Petrópolis, em Caxias do Sul

Sargento da Brigada Militar é baleado no bairro Petrópolis, em Caxias do Sul

Evaldo de Lima Miranda, que é da reserva remunerada, está em estado grave

Por: Leonardo Lopes ZERO HORA

Um sargento da reserva da Brigada Militar de Caxias do Sul foi baleado durante uma briga de vizinho em Caxias do Sul na manhã desta quinta-feira. Evaldo de Lima Miranda, 47 anos, foi atingido por dois tiros no abdômen e está internado em estado grave no Hospital Pompéia. O suspeito do crime chegou a ser detido, mas foi liberado após o registro da ocorrência.

O caso ocorreu por volta das 8h20min na Rua Ernesto Marsiaj, bairro Petrópolis. De acordo com a delegada Thalita Andrich, que atendeu a ocorrência, os dois vizinhos discutiam há algum tempo por causa do cachorro da vítima. Nesta manhã, houve novo desentendimento e ambos foram para as vias de fato. O sargento Miranda foi baleado pela própria arma, um revólver calibre .38 que foi apreendido.

— O autor dos disparos foi detido e responderá, inicialmente, por tentativa de homicídio. Ele admitiu que houve uma briga com a vítima que resultou nos disparos, mas afirma que agiu em legítima defesa.

No entendimento da delegada plantonista, não haviam elementos suficientes para uma autuação em flagrante e, por isso, o suspeito  responderá, inicialmente, em liberdade. O homem de 48 anos, que não teve a identidade divulgada, não possui antecedentes criminais.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio e será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa.

2 Comentários

  1. Fernando Nunes Ferreira

    CUIDADO! Pode ser uma faca de dois gumes, pois além de diminuírem ainda mais o efetivo aumentando o número de desempregados, é possível também que os empurrem para à marginalidade. Convenhamos que seria um reforço de peso visto suas experiências em táticas policiais e em armamentos.

  2. Fernando Nunes Ferreira

    Houve engano em meu comentário 16,2017 at 11:56 am Fiz referência a possível expulsão de pms por desobediência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *