Schirmer volta a cobrar bancos após ataque no RS: “Está na hora de assumirem responsabilidade”

Secretário voltou a questionar forma com que bancos fazem segurança nas agências
Foto: Ronaldo Bernardi /Agencia RBS

Secretário falou se referindo ao violento ataque desta tarde em Miraguaí

O secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, voltou a cobrar responsabilidade dos bancos após assalto simultâneo em Miraguaí, um pequeno município da Região Noroeste. Em audiência na Assembleia Legislativa, ele criticou a forma com que as instituições financeiras atuam na segurança dentro das agências.

“Está na hora também de os bancos assumirem a responsabilidade pela segurança dos seus próprios. Eu não estou falando da segurança nas ruas. Estou falando da porta do banco para dentro”, afirmou o secretário.

Schirmer diz que há uma legislação federal que determina que os bancos consultem as secretarias de segurança pública antes de se instalarem em um município. O secretário diz não ter ocorrido isso recentemente no Rio Grande do Sul.

“Estamos vendo se o Estado tem competência para legislar sobre bancos. Eu não me lembro de alguém (da SSP) ter dado essa autorização para os bancos se estabelecerem em determinados espaços físicos sem uma avaliação também do ponto de vista da prevenção da segurança pública”, relatou.

O secretário ainda falou que a maioria das lojas nas cidades são gradeadas, enquanto “os bancos têm seu vidrinho apenas”.

Falas semelhantes
Em dezembro de 2016, após explosão de bancos em São Sepé, o secretário fez a primeira cobrança pública às instituições financeiras. Na ocasião, ele ameaçou proibir terminais eletrônicos:

“Ou os bancos colocam segurança 24 horas, ou vamos ter de proibir caixas eletrônicos”.

GAÚCHA

Deixe uma resposta