Aprovada PEC que retira BM da guarda externa de presídios e PEC 261 não é votada por falta de quórum

Sessão foi encerrada por falta de quórum perto das 19h 35min. Matérias polêmicas como a PEC 261 não foram votadas 

Por 35 votos a 16, a Assembleia Legislativa aprovou hoje a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 255, que prevê a retirada da Brigada Militar da guarda externa de presídios no Rio Grande do Sul. O governo, que apresentou o texto, estima que até 500 PMs possam ser liberados da atividade a fim de que voltem para o policiamento ostensivo. O texto abre margem para que o governo passe a utilizar segurança privada na chamada guarda de muros, uma vez que a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) não dispõe de pessoal suficiente para assumir o serviço.

Outras PECs e PLs que estavam na ordem do dia não foram votadas. Próximo das 19 h  35 min, a sessão foi encerrada por falta de deputados no plenário.

Fonte:Agência Brasil
Obs: com modificação
Paulo Rogério N. da Silva
Jornalista ABAMF

2 Comentários

  1. Em meu entender quem deveria de cuidar dos presos era a susep , ESTE SERVIÇO NUNCA DEVERIA SER DOS BRIGADIANOS.

    • Também acho, a bn não deveria estar dentro de EPs como o Central e a PEJ. Ata, era só das muralhas que se estava a falar, né?

Deixe uma resposta