Governo gaúcho insiste em retirar direitos dos brigadianos. ABAMF está na Assembleia Legislativa.

O governo pretende aprovar, ainda nesta semana, as propostas que retiram direitos dos brigadianos, aumentam o tempo de serviço e mudam a data do pagamento do salário para até o vigésimo dia do mês seguinte ao trabalhado, oficializando o parcelamento do salário. Na verdade, é uma oficialização do parcelamento do salário. As propostas só não foram votadas na Assembleia Legislativa, até o momento, porque o governo não reúne os votos necessários para a aprovação, graças ao empenho contínuo das representações junto aos deputados. A ABAMF e as outras representações brigadianas acompanham o desenvolvimento do assunto e pode convocar a categoria a qualquer momento para lotar o Legislativo gaúcho contra a cassação dos direitos adquiridos ao longo de décadas.

A intenção do governo é clara. Com muita propaganda na televisão e anúncios de construção de presídios, o Executivo ganha espaços na mídia para dar a entender que a gestão vai bem, quando na verdade é reprovada pelo povo do RS. Em meio a essa propaganda, os projetos que retiram direitos são encaminhados à votação pela base governista.

As propostas acabam com direitos de servidores públicos. Só isso. Não resolvem o problema do estado. Não aperfeiçoam a gestão. Em suma, não acrescentam nada, a não ser arrocho nos salários e a oficialização no parcelamento dos soldos.

Entre em contato com seu deputado. Vamos pressionar para que essas propostas sejam rejeitadas.

AVANÇAR SEMPRE, RECUAR JAMAIS

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF

1 Comentário

  1. EU SÓ FICO PENSANDO NO TRASEIRO DOS QUE VOTARAM NESTE GOVERNO INCOMPETENTE, ANSIAVAM POR TAIS MUDANÇAS E AGORA ESTÃO COM O ” C ” NA MÃO É FOI SEU VOTO QUE FEZ ISTO QUEM VOTOU SABE QUE FEZ ESTA M***** TODA.

Deixe uma resposta