ABAMF quer participação massiva dos brigadianos para pressionar governo do RS

Solis Paim, pres da ABAMF

“A participação massiva dos brigadianos, familiares e pessoas preocupadas com a segurança pública,  nas manifestações que ocorrerão por todo o RS dia 1 de setembro é a melhor forma de pressionar o governo”. A frase é do presidente em exercício da ABAMF, Solis Paim, que ouviu muitos protestos contra o parcelamento do salário promovido pelo governo durante quase todo o periodo da atual gestão. Alguns militares sugeriram ações mais impactantes como o imediato trancamento dos quartéis como ocorreu no ano passado.  Para Paim,o movimento não pode ser realizado na emoção. “Temos que ter a responsabilidade de não levar os colegas a cometerem faltas ou crimes que podem prejudicar a carreira”, afirmou.

Os atos regionalizados e envolvendo todas as representações brigadianas, previsto para o dia 1 de setembro, visam esclarecer a população sobre sobre o parcelamento do salário, os projetos do governo gaúcho que desvalorizam os profissionais da segurança pública, as péssimas condições de trabalho.

A manifestação será ordeira, mas carregará faixas, cartazes, e haverá distribuição de panfleto revelando o drama de muitas famílias pela desconsideração da atual gestão do Estado. Será solicitado também que a população contate os deputados para não votar contra os interesses da segurança pública.

Paim lembrou que os militares estaduais realizam um trabalho de excelência no combate a criminalidade. “Mesmo com todas as dificuldades os brigadianos estão tirando os bandidos de circulação diariamente. O problema está adiante, nas leis, na Justiça, que liberta os criminosos em pouco tempo. Esperamos que o governo reconheça o esforço dos brigadianos e não ataque mais quem dá segurança à sociedade gaúcha, caso isso continue ocorrendo outras medidas haverão de ser tomadas”.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF

Deixe uma resposta