Elogio é bom, mas brigadianos preferiam ouvir que o pagamento será pago integralmente dia 31

Os 14 brigadianos que participaram da prisão de Paulo Seco – um dos traficantes mais procurados – dia 10 de agosto, em Tramandaí, foram homenageados, dia 28 de agosto, no Palácio Piratini. Os militares, que honraram a farda e rejeitaram a corrupção oferecida pelo bandido; R$ 1 milhão, receberam a distinção Elogio de Praça e Elogio de Oficial. Muito bonito e honroso, mas os militares preferiam ouvir do governador do RS, José Sartori,  que o salário será pago até o último dia útil do mês, sem parcelamento.

O governador do RS e o secretário de segurança pública, Cezar Schirmer, pronunciaram palavras pomposas, destacaram a importância do ato e fizeram do momento algo especial na vida desses exemplares profissionais e cidadãos. Mas esses mesmos heróis ouviram o anúncio do governo que o depósito nas suas contas, no último dia de agosto será de, no máximo, R$ 650,00.

A consideração, respeito e reconhecimento, se faz mais por gestos do que por palavras. Foi o gesto dos Policiais Militares que causou impacto. Algo concreto, que serve de exemplo. A recusa do suborno – do ato corruptivo – é o lado inverso das notícias sobre políticos, que tratam de recebimento de propina, desvio de dinheiro, e cifras escondidas em cuecas, casacos e bolsas.

A maior homenagem que o governo gaúcho pode prestar a esses honestos trabalhadores militares é pagar o salário em dia e de forma única. O grande gesto que o governo do RS pode dar como exemplo é anunciar o fim do parcelamento do salário. A família desses militares está orgulhosa, mas as contas continuarão chegando, a alimentação, a energia elétrica, a água, devem ser pagas. E elogios são bons, elevam o moral, destacam a boa ação, mas não pagam as contas.

 Brigadianos Homenageados

– Tenente-coronel Almiro Damásio Filho
– Capitão Luiz César Lima dos Santos
– 1º tenente Robson Minussi Flores
– 1º sargento Eduardo José Schirmer Bomfim
– 3º sargento Rudimar Reis Neves
– 3º sargento Darci Fabiano Cardoso
– Soldado Marcelo Vinícius dos Santos
– Soldado Daniel Kirsch
– Soldado Marcio Cardoso Dias
– Soldado Wagner Vieira
– Soldado Wellington Pivatto da Rosa Andrade
– Soldado Douglas Roberto Mentz Pinto
– Soldado Dieine Diovana Freitas de Aguiar
– Soldado Bernardo Podgaietsky

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF

1 Comentário

  1. chega de blá blá blá, queremos nosso salário integral. Fora Sartori e essa corja de PMDM, PSDB e demais aliados.

Deixe uma resposta