Ser Pai

Pai de verdade mesmo sabe que ser pai não é simplesmente recolher o fruto de um momento de prazer, mas sim perceber o quanto pode ainda estar verde e ajudá-lo a amadurecer.
Pai de verdade mesmo não só ergue o filho do chão quando ele cai, mas também o faz perceber que a cada queda é possível levantar.
Ele não é simplesmente quem atende a caprichos: ele sabe perceber quando existe verdadeira necessidade nos pedidos.
Pai de verdade mesmo não é aquele que providencia as melhores escolas, mas o que ensina o quanto é necessário o conhecimento.
Ele não orienta com base nas próprias experiências, mas demonstra que em cada experiência existe uma lição a ser aprendida.
Pai de verdade mesmo não coloca modelos de conduta, mas aponta aqueles cujas condutas não devem ser seguidas.
Ele não sonha com determinada profissão para o filho, mas deseja grande e verdadeiro sucesso com sua real vocação.
Ele não quer que o filho tenha tudo que ele não teve, mas que tenha tudo aquilo que merecer e realmente desejar.
Pai de verdade mesmo não está ali só para colocar a mão no bolso para pagar as despesas: ele coloca a mão na consciência e percebe até que ponto está alimentando um espírito de dependência.
Ele não é um condutor de destinos, mas sim o farol que aponta para um caminho de honestidade e de bem.
Pai de verdade mesmo não diz “faça isto” ou “faça aquilo”, mas sim “tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe”.
Ele não acusa de erros e nem sempre aplaude os acertos, mas pergunta se houve percepção dos caminhos que levaram o filho a esses fins.
Pai de verdade mesmo é o amigo sempre presente, atento e amoroso – com a alma de joelhos – pedindo a Deus que o oriente na hora de dar conselhos.
Estamos vivendo momentos muito difíceis. Governos que vem demonstrando-se cada vez mais corruptos e omissos, deixam de fazer suas obrigações constitucionais de prestação de serviços e por consequência afetando diretamente nossas famílias, mas nós como pais, jamais baixamos nossas cabeças deixamos de cumprir nossas obrigações como Pais. Mesmo com o não percebimento de nossos salários, nossas gratificações, nosso 13º salário, nunca deixamos de um jeito ou de outro de cumprir nosso dever de PAI.
Esses Governos são transitórios, todos devemos saber e ter a consciência disso, mas nós continuaremos sempre exercendo nosso papel de PAI.
Feliz Dia dos Pais, aos nossos Associados, colaboradores e simpatizantes da ABAMF/BM/BM-RS, é o desejo sincero e singelo da Direção Estadual e funcionários da ABAMF/BM/BM-RS
Solis Antonio Paim
Diretor-Presidente em Exercício

Deixe uma resposta