ZERO HORA: SALÁRIO CONGELADO

Com uma previsão de crescimento da receita em 2,5% acima da inflação, será detalhada hoje a proposta de orçamento de 2018 que será protocolada na Assembleia.

As despesas somam R$ 70 bilhões. Mais uma vez, não há previsão de reajuste geral para os servidores. Estão assegurados apenas os aumentos aprovados no governo Tarso Genro para servidores da Segurança Pública.

A ERS-118 terá assegurados R$ 150 milhões.

A proposta orçamentária vai para a Assembleia com uma previsão de déficit de

R$ 6,8 bi

que cairá para cerca de R$ 3 bilhões se for mantida a suspensão do pagamento da dívida com a União.

CRONOGRAMA PARA O ACORDO

Nos cálculos a serem encaminhados em até 15 dias ao Ministério da Fazenda, o Piratini deve provar que conseguirá chegar ao equilíbrio fiscal durante a vigência da ajuda financeira da União, se o acordo for fechado.

Ontem, o governador José Ivo Sartori esteve em Brasília para acordar os últimos detalhes como o ministro Eliseu Padilha, responsável pela articulação no Planalto. O Ministério da Fazenda deve deferir ou não a projeção feita pelo Estado. A partir daí, o provável cronograma é:

INÍCIO DE OUTUBRO:

-Assinatura do pré-acordo homologado pelo presidente Michel Temer.

-Serão encaminhados à Assembleia projetos que tratam das exigências feitas pela União para a adesão ao acordo.

NOVEMBRO

-Votação das propostas na Assembleia.

DEZEMBRO

-Assinatura do acordo definitivo, se os deputados aprovarem os projetos.

1 Comentário

  1. Eu acho que o governo vai massacrar os servidores públicos estaduais da parte execativa até serem aprovadas todos os projetos do governador e depois vai norealizar os pagamentos isso é jogada política.

Deixe uma resposta