ZERO HORA: Piratini pagará em dezembro R$ 60 milhões de indenização a servidores

Em um cálculo simplificado, o valor deve girar em torno R$ 200 por matrícula

A lei complementar que garante indenização aos servidores públicos que estão recebendo salários parcelados foi publicada nesta quarta-feira (29) no Diário Oficial do Estado. A proposta foi anunciada pelo governador José Ivo Sartori em setembro e aprovada pela Assembleia no fim do mês de outubro.

Segundo a publicação, a correção será efetivada no mês subsequente, “calculada ‘pro-rata die’ com base nos parâmetros fixados para os depósitos de poupança”. Se houver atraso ou parcelamento de salário em outubro, por exemplo, o servidor receberá a compensação em novembro.

Os valores retroativos, de parcelamentos salariais desde 1º de julho de 2015, serão pagos em uma única parcela, no meio de dezembro, em folha suplementar. Ao todo, o valor chega a R$ 60 milhões.  O Piratini não detalha o valor a cada funcionário porque depende de cada caso, mas, em um cálculo simplificado, o valor deve girar em torno R$ 200 por matrícula.

Para estancar os parcelamentos, o governo do Estado mira a assinatura do regime de recuperação fiscal apresentado pelo Ministério da Fazenda. Com o socorro federal, o Piratini terá a possibilidade de contratar empréstimo na rede bancária (impossibilitado devido à lei de responsabilidade fiscal) e a manutenção da suspensão do pagamento da dívida com a União. Para fechar o acordo, o Rio Grande do Sul terá de privatizar ou federalizar estatais e cumprir uma série de contrapartidas, que devem ser aprovadas na Assembleia Legislativa.

11 Comentários

  1. se vc adiantar duas vezes seu salario no Banrisul já paga duzentos reais de juros..isso é palhaçada com o servidor..e condicionar o salario em dia a esse monte de maracutais que estão fazendo é chamar o servidor de burro…Esse é o pior governo que o RS já viu e o executivo está pagando a conta muito salgada…vamos abrir nossos olhos…

  2. Eliane Consoladora TAFAREL Sutorillo

    Obrigada pela atenção para mim…trabalho desde nova para o estado …fui contratada ainda em 1980 .nunca fiquei s3m 13 SARTORI CAMPEÃO em prejudicar .

  3. tem que entrar na Justiça ou é automático?

  4. Pedro Joaquim da Rosa Rodrigues

    É muita cara de pau, o cara atrasa o salario, nos pagamos juros de contratos anteriores que estavam em andamento, pagamos juros ao banco por atraso no salario, e agora vem com um valor de 200 reais de reparação, é realmente uma tremenda cara de pau desse governo. Que fique com os 200 pra ele.

  5. Josebatistadamotapaschoal

    Atrasa os salários desde do ano 2015, depois vem uma recuperação pelos atrasos de salário ,em duzentos reais,isso é desrespeito ao funcionalismo estadual na parte do executivo.

  6. Luis Fernando Lima Moraes

    Não adianta ficar reclamando,criticando,dando pitácos,temos é que dar a resposta nas próximas eleições ,em âmbito estadual e federal,banir de vez o PMDB do país

    • Estes, (+-) R$ 200 por matrícula, não é para reparar-nos dos danos causados. O endereço destes +- R$ 200,00 é sair nas mídias e tentar manipular os menos críticos que desconhecem a situação do funcionalismo público do RS, é para amanhã ouvir-mos por aí: – o=Óooh! Mas ele indenizou e vocês não perderam nada.PERGUNTA: Alguém aí foi lesado só em R$ 200,00 MENSAIS.
      – A sua reparação governador, para ser séria, é R$ 200,00 mensais de reparação.

  7. Maria Elizabeth Leifer Nunes Melo

    Concordo com as palavras de Luis Fernando Lima Moraes.

  8. Vergonhosa e triste é a situação do funcionário público estadual do executivo. Pagamos uma enormidade de juros e seremos ressarcidos em apenas R$ 200,00??? Mas isso é uma piada!!!! O Banrisul, único banco a que podemos recorrer, pois ele detém o direito exclusivo do pagamento do funcionalismo, cobra juros altíssimos. Uma taxa a cada 1 real que ultrapassa o limite custa R$ 52,00. E esse valor chega a ser cobrado diversas vezes no mesmo mês. Fora os juros do cheque especial que é um dos mais caros do mercado. A lei que obriga o banco a te pagar 70% do salário, no Banrisul é ignorada! E se queres antecipar o 13º salário, que é feito para qualquer funcionário que receba por lá, é negado ao funcionalismo estadual pra não levar um calote. E os juros de outros boletos? E as contas de água, luz, mercado, aluguel? Resumindo: para Sartori, o funcionário deve apenas servir ao Estado, de graça, sem reclamar! A mim nada representa mais o trabalho escravo do que prestar serviço, sem receber! Não se tem mais nem dignidade!!!!

Deixe uma resposta