Correio do Povo: Aprovado programas de policiais e bombeiros temporários do governo do RS

Assembleia Legisltiva liberou alocação de 2 mil PMs e 300 bombeiros na classificação | Foto: Vinicius Reis / Agência ALRS / CP

Assembleia Legislativa liberou alocação de 2 mil PMs e 300 bombeiros na classificação

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, nesta quarta-feira, mudanças no programa de policiais temporários. A entidade também ratificou a proposta do governo do Estado para criar 300 vagas de bombeiros temporários. A seleção se dará por concurso específico.

O projeto para a Brigada Militar prevê a contratação de até 2 mil policiais temporários. Pelo texto original, eles só poderiam atuar em municípios com mais de 100 mil habitantes. Agora, terão alocação livre à critério do Piratini.

Estes policiais, classificados como soldados PM temporários, terão como atribuições atividades administrativas, videomonitoramento, guarda externa de presídios e de prédios do Executivo.

Já o Programa de Militares Temporários do Corpo de Bombeiros deverá ser integrado por 300 soldados temporários. Eles terão como atribuições a execução de serviços internos, atividades administrativas e videomonitoramento, auxílio nas ações de segurança, prevenção, proteção, combate a incêndios e defesa civil e atividades de bombeiro de aeródromo.

Deixe uma resposta