Comandante do 9º BPM aprova ação policial: “Foi justa e proporcional”

148
Após tiroteio com PMs, assaltante caiu morto na Voluntários da Pátria Foto: Cristiane Bazilio / Diário Gaúcho
Após tiroteio com PMs, assaltante caiu morto na Voluntários da Pátria
Foto: Cristiane Bazilio / Diário Gaúcho

Tenente-coronel Francisco Vieira ressaltou que a decisão dos PMs de abrir fogo contra assaltantes em plena rua foi acertada. Criminosos atiraram contra guarnições da BM depois de assaltarem uma senhora

A menos de uma semana para o Natal e em plena luz do dia, o entorno do Shopping Total, na Capital, foi cenário de um assalto que terminou em perseguiçãotiroteio emorte de um dos criminosos, no final da manhã desta sexta-feira, no Bairro Floresta. O saldo de vítimas poderia ter sido ainda maior, já que, no total, foram efetuados, pelo menos, dez tiros, entre disparos de policiais e bandidos, no meio de uma rua com grande fluxo de carros e pedestres, a Voluntários da Pátria. Apesar do conflito ter sido travado em meio à população, o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Francisco Vieira, aprovou a ação dos policiais.

– Foi uma reação proporcional à ação dos criminosos, e os agentes tiveram êxito no disparo, por isso, julgo que a atitude dos policiais foi justa. O risco de atingir uma pessoa sempre existe quando há disparo de arma de fogo, mas eles fizeram uma avaliação correta da necessidade e proporção dos disparos, baseada nos critérios de proteção e reação. E ainda dispararam menos tiros do que os marginais, que descarregaram um revólver contra eles – avalia o tenente-coronel.

Por volta de meio-dia, dois homens assaltaram uma senhora na Rua Gonçalo de Carvalho e fugiram pela Rua Pelotas. Durante a fuga, foram avistados por uma viatura discreta da Brigada Militar, com dois PMs à paisana. Eles deram início à perseguição que terminou com troca de tiros na Rua Voluntários da Pátria.

– Sem perceber que estavam sendo seguidos pela viatura discreta, os criminosos entraram em uma lanchonete, na Voluntários. Quando o reforço de dois policiais em duas motos chegou, os bandidos começaram a atirar. Só então os PMs reagiram a dispararam contra os assaltantes, ferindo um deles na perna. O outro fugiu para a Vila dos Papeleiros, onde foi preso minutos depois – relatou o comandante.

O tenente-coronel ainda afirma que os brigadianos dispararam cerca de cinco tiros, mas apenas um deles acertou o bandido, que caiu no meio da rua. Chegou a receber atendimento da Samu, mas, atingido na artéria femoral, não resistiu e morreu no local.

Com o homem morto, foi apreendido um revólver calibre 38 e um relógio que seria fruto do roubo praticado minutos antes. Com o comparsa dele, foram apreendidos celular, dinheiro e uma carteira que também seriam produtos de assaltos. Os nomes dos assaltantes não foram divulgados pela polícia.

Suspeitos de outros ataques

Ainda conforme o comandante, a dupla pode ser responsável por uma onda de assaltos que vinham sendo praticados no entorno do Shopping Total, sempre comviolência.

– Só a investigação policial poderá confirmar, mas acreditamos que são eles, pelas características físicas que batem com relatos de testemunhas, e, principalmente, pelo modo de agir. Eram bastante violentos, davam tapascoronhadas, humilhavam asvítimas – apontou o tenente-coronel.

DIÁRIO GAÚCHO