Audiência pública destaca falta de policiais e bombeiros

171

Afaixa audiência pública realizada na Câmara Municipal de Porto Alegre (CMPA), por solicitação do vereador Alberto Kopittke, para debater a situação dos aprovados no concurso para soldado da Brigada Militar, bombeiro e policial civil, em 2014, foi realizada dia 24 de fevereiro e contou com a participação de prefeitos e vereadores de cidades interior do estado, deputado, representantes do governo municipal, SSP, além de edis da capital. Entre as definições da Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) da Câmara Municipal de Porto Alegre , o encaminhamento de pedido de revogação do decreto do governo estadual, que impede a convocação dos aprovados, solicitação de audiência com o chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi, e participação na audiência pública que será realizada na Assembleia Legislativa, em data a ser definida. As representações dos policiais e bombeiros – ABAMF, ABERGS, UGEIRM e SINPOL –  alertaram para o grave problema de efetivo nas forças de segurança.

Charopen, Leonel Lucas, Agra, Kopittke, Ubirajara
Mesa diretora dos trabalhos e convidados

A preocupação com a demora na convocação dos aptos aos cursos nas forças de segurança pública ficou clara na presença dos prefeitos de Capão do Leão, Claudio Luiz Vitória e do município de Pinheiro Machado, José Felipe da Feira. Cláudio Vitória esclareceu que a questão é muito importante e a população reclama no Executivo Municipal. “Falta policiamento, viaturas, e precisa o dobro de PMs para atender a cidade”. O prefeito esteve acompanhado dos vereadores Helio Bicca, Nazi Medeiros.

Plenário Otávio Rocha ficou lotado
Plenário Otávio Rocha ficou lotado

O presidente da ABAMF, Leonel Lucas, alertou, mais uma vez, sobre a necessidade urgente da convocação dos aptos, “a BM deveria ter 33 mil militares, mas possui 22 mil, se contarmos os bombeiros. No policiamento ostensivo tem efetivamente 10 mil policiais no RS. O governo vai investir R$ 22 milhões na formação desses novos policiais, o que é muito pouco. Há lugares que de um total de 12 viaturas, apenas três estão circulando por falta de pessoal. Além disso, os brigadianos sofrem com o corte de horas-extras e as constantes ameaças de atraso de salário “.    Ubirajara Ramos – ABERGS – revelou que o quadro dos bombeiros deveria contar com 11 mil profissionais, no entanto hoje são apenas 2,6 mil. O vereador Tenente Bruno, de Pelotas, afirmou que duas estações dos bombeiros na cidade estão fechadas e no 4° BPM viaturas ficam estacionadas devido a falta de PMs.

Charopen, Leonel Lucas, Agra, Kopittke, Ubirajara
Charopen, Leonel Lucas, Agra, Kopittke, Ubirajara

Todos os participantes do encontro concordaram que a necessidade de novos policiais é urgentíssima. O deputado Pedro Ruas classificou a situação de absurda e inaceitável. Participaram da reunião também, Mônica Leal – que já no final da audiência pública,  disse que falou com o governador e tem encontro com o secretário de segurança, Wantuir Jacini, dia 25 de fevereiro, às 9 horas, para tratar do tema – vereadores Professor Alex Fraga, Sofia Cavedon e Delegado Claiton. A presidente da Cedecondh, vereadora Fernanda Melchiona, vereador Janta, secretário municipal de segurança  de Porto Alegre, José Freitas e coronel Córdoba(SSP). E ainda, o vereador e presidente da ABAMF Regional Livramento, Jansen Charopen, os vereadores de Pelotas Beto Z3 e Roger Ney, vereador Raul Crespo, de São Lourenço do Sul, vereador Sérgio Moura, de Cachoeira do Sul, além de aprovados de diversas partes do RS.

D ia 25 de fevereiro, na sessão ordinária da CMPA será  votada a moção de apoio aos aprovados nos concursos da segurança pública e pela convocação e posse imediatas.

al camara

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF