ZERO HORA: Major diz que comandará UPP no Rio em mensagem a PMs: “partiu guerra?”

208
Major Elitusalem Gomes de Freitas Foto: Reprodução / Facebook
Major Elitusalem Gomes de Freitas
Foto: Reprodução / Facebook

Frase está em texto enviado por Whatsapp a oficiais e obtida pelo jornal Extra

“Partiu guerra?”

Esta frase foi usada por um oficial da Polícia Militar do Rio de Janeiro para convocar a tropa para trabalhar em uma das UPPs que serão instaladas no conjunto de favelas da Maré, na Zona Norte da capital fluminense, conforme texto obtido pelo jornal Extra. O major Elitusalem Gomes de Freitas — que teria sido escolhido para comandar uma das unidades — enviou a mensagem por WhatsApp para um grupo de outros oficiais.

“Preciso de voluntários: a missão, salvar e preservar a vida dos recrutas, mesmo com o sacrifício da vida dos marginais… Vamos trazer sargentos e subs experientes em guerra e vamos tentar treinar todos até lá! já temos 80 fuzis e 600 homens, vamos obter material de CDC (Controle de Distúrbios Civis) e a farda será MUG (uniforme padrão da PM)!”, diz outro trecho do texto, em que o major recruta policiais para o que chama de “guerra.

Em entrevista ao Extra, Elitusalem Gomes de Freitas, que atualmente está lotado no Quartel-General da corporação, disse que o objetivo era “motivar a tropa:

— Mandei a mensagem ontem de manhã (terça), num grupo com 12 policiais. Um recruta ficou feliz e espalhou. Acabou viralizando. Eu queria começar a captar a tropa. Minha preocupação é que os recrutas estão com medo de ir para lá. É uma região muito perigosa. Se não tiver uma mudança, muito policial vai ser morto ali.

Ainda conforme a reportagem, o deputado federal Ezequiel Teixeira (SD/RJ) informou que solicitará que a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara acompanhe a instalação da UPP da Maré. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), em nota, não confirmou o nome do major à frente de uma das UPPs da Maré. Também disse que os futuros comandantes das unidades que serão instaladas na Maré ainda não foram escolhidos.

*Diário Gaúcho

ZERO HORA