Governo do Rio vai construir bases de UPP em regime de urgência

121
Medida é uma resposta aos conflitos dos últimos dias Foto: Tânia Rego  / Agência Brasil
Medida é uma resposta aos conflitos dos últimos dias
Foto: Tânia Rego / Agência Brasil

Medida foi anunciada como resposta ao aumento dos conflitos entre criminosos e PMs

A construção de bases das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) será feita em regime de urgência, sem licença ambiental ou título de propriedade dos terrenos. A medida foi anunciada nesta segunda-feira (6) pelo governador do Rio de Janeiro como resposta ao aumento dos conflitos entre criminosos e policiais militares.

Luiz Fernando Pezão disse que vai arcar com a responsabilidade de reformar as bases das UPPs, maior parte instalada em contêineres precários e sem oferecer segurança aos policiais. O corpo do menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, morto na última quinta-feira, durante confronto entre PMs e traficantes, no Complexo do Alemão, foi sepultado hoje, na cidade natal da família, Corrente, no Piauí. A morte de Eduardo foi a quarta, em dois dias, no Complexo do Alemão.

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados fará audiência pública no Complexo do Alemão para ouvir moradores das 12 comunidades da região sobre denúncias de abuso de poder e violações de direitos humanos cometidos por agentes do Estado.

De acordo com o presidente da comissão, Paulo Pimenta (PT-RS), a audiência também vai apurar o motivo do atraso do projeto de uma universidade federal no Alemão, cuja verba está garantida, mas o terreno ainda não foi providenciado pela prefeitura do Rio.

AGÊNCIA BRASIL

RADIO GAÚCHA