Após execução, secretário exalta redução de estatísticas da violência

190
Secretário falou sobre execução de traficante na Pasc Foto: Eduardo Cardozo  / Rádio Gaúcha
Secretário falou sobre execução de traficante na Pasc
Foto: Eduardo Cardozo / Rádio Gaúcha

Wantuir Jacini disse que a polícia está “trabalhando pesado” no RS

O secretário estadual da Segurança, Wantuir Jacini, e represetantes da Polícia Civil, Brigada Militar e Susepe estão reunidos nesta manhã com o governador José Ivo Sartori no Palácio Piratini. Em uma breve conversa com jornalistas, Jacini disse que a redução das estatísticas de homicídios nos primeiros meses deste ano evidencia que a polícia está “trabalhando pesado” para reduzir a violência no Estado.

Ao ser questionado pela Gaúcha sobre a execução de um traficante dentro da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) e sobre o elevado número de ataques a banco – a média é de um ataque por dia este ano -, Jacini reforçou que o trabalho está dando resultados. “As estatísticas estão demonstrando que a polícia está trabalhando muito”, afirmou.

Jacini fez referência a dados da Secretaria da Segurança que apontam a redução de 5,2% no número de homicídios no Estado nos três primeiros meses deste ano em comparação com 2014. Os dados levam em conta as ocorrências registradas pela polícia, e não o número real de mortes. Ou seja, se quatro pessoas foram mortas em uma chacina em determinado local, a SSP só registra um caso.

O secretário também citou como exemplos do trabalho das forças de segurança a prisão de uma quadrilha de assaltos a banco e a apreensão de 600 kg de maconha ontem.

Sobre a execução na Pasc, ele disse que duas investigações estão em andamento: uma para apurar a conduta disciplinar dentro da penitenciária e outra policial para averiguar os responsáveis pela execução.

Nesta manhã, 120 agentes do Batalhão de Operações Especiais e 70 da Susepe fazem uma inspeção dentro da Pasc. Quando o trabalho for finalizado, a direção do órgão dará uma entrevista coletiva.

A polícia suspeita que até 10 homens tenham participado da execução do traficante Teréu, que liderava o tráfico de drogas no Beco dos Cafunchos, na zona leste da Capital, e que é suspeito de ordenar a execução de outro traficante, o Xandi, no começo deste ano em Tramandaí.

 Rádio Gaúcha