Morre soldado da Brigada Militar baleada pelo marido em Cruz Alta

174

lutoJosiane Pontes da Silva, 30 anos, que foi baleada pelo marido no dia 25 de abril

Morreu na manhã desta quinta-feira a soldado da Brigada Militar Josiane Pontes da Silva, 30 anos, que foi baleada pelo marido no dia 25 de abril. Ela estava internada em estado grave no Hospital Santa Lúcia, em Cruz Alta, no Noroeste do Estado.

De acordo com a investigação, antes de disparar contra a companheira, o autor do crime, de 33 anos, discutiu com a soldado. O titular da 2ª Delegacia de Polícia de Cruz Alta, Josuel Muniz, que investiga o caso, afirma que a vítima chegou a ser agredida com golpes de porrete na cabeça. Em seguida, foi alvejada pelo companheiro, com a própria pistola calibre .40, em uma quarto da residência da família, na Travessa Emílio Rodrigues Aranha, no bairro Turíbio Veríssimo. O filho deles, de 7 anos, também foi atingida pelos tiros e morreu, enquanto o autor do crime tirou a própria vida na sequência.

Familiares se assustaram com os disparos e correram para a casa. A porta do quarto – onde foram encontrados os três – estava trancada e foi preciso arrombá-la, observa Muniz. O casal tinha ainda outros dois filhos – uma menina de 11 anos e um menino de 2 anos – que só escaparam por estarem na casa de parentes.

O delegado revela que a mulher era vítima de violência doméstica e “relutava em pedir medida protetiva”. Em janeiro, ela chegou a registrar ocorrência, mas acabou “recuando da decisão”, segundo Muniz. Agora, o delegado pretende ouvir familiares de Josiane e do homem. O inquérito, instaurado na última segunda-feira, tem prazo de conclusão de 30 dias. A soldado Josiane estava na Brigada Militar há oito anos.

Fonte:Correio do Povo