15 PMs vão reforçar segurança do Presídio Central

104
Foto: Mateus Bruxel  / Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Aumento do efetivo atende à determinação judicial

O Presídio Central de Porto Alegre receberá reforço de 15 policiais militaresa partir de agosto. O aumento de 5% no efetivo atende determinação da Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre, já que a casa prisional voltará a receber presos condenados por um período de dois meses.

O pedido do Secretário Estadual da Segurança, Wantuir Jacini, foi por quatro meses, prazo que seria suficiente para conclusão do Complexo Prisional de Canoas. Mas o juiz Sidinei Brzusca entendeu que dois meses é o período máximo, em razão da superlotação do presídio.

Conforme o subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Paulo Stocker, vai haver um remanejo de PMs para atender à determinação.

“Dá praticamente um PM por comando regional. Um do comando de Poro Alegre, um de Passo Fundo, um da Serra e assim por diante. Isso já ocorre com os policiais que estão no Central. É uma forma de não prejudicar a segurança das regiões”, justifica o oficial.

O Presídio Central conta hoje com 295 PMs distribuídos em todos os turnos. Ficará com 310.

GAÚCHA